Novidades

Alexandre Nero diz que já apanhou na cama

03/03/2012 12:30

Alexandre Nero diz que já apanhou na cama

Alex Palarea/AgNews

Alexandre Nero é o entrevistado do “Marília Gabriela Entrevista”, na GNT, no próximo domingo. O Baltazar de “Fina Estampa” destacou que, em tom de brincadeira, as fãs mais atiradas pedem “bate em mim” ou até mesmo assumem “eu apanharia de você”. Para o ator, esse tipo de atitude se enquadra no típico bordão de que “um tapinha não dói”. De acordo com o jornal O Dia, ele declara ainda, que isso, sexualmente, é excitante, e admite já ter, inclusive, apanhado na cama.

Na entrevista, Alexandre demonstra que é exatamente o oposto de seu personagem valentão e agressivo. Admirador das mulheres, ele leva com Gabi um papo descontraído sobre sexo, amor, fidelidade, sedução, futuro, e comenta sobre seu divórcio com a atriz Fabiula Nascimento.

 
 

Luiza Valdetaro revela que a filha está com leucemia

03/03/2012 12:11

Luiza Valdetaro revela que a filha está com leucemia

Delson Silva/AgNews

Luiza Valdetaro  anunciou nesta sexta-feira (2) através de seu perfil oficial no Twitter que sua filha, Maria Luiza Valdetaro Blanco, a Malu, de 3 anos, está com leucemia.

“Susto e tristeza já deram lugar à fé e a força. Há 20 dias Malu foi diagnosticada com leucemia, ela está bem! Contamos com a oração de todos”, escreveu Luiza Valdetaro no Twitter.

Logo em seguida, a amiga  da atriz, Juliana Baroni, mandou uma mensagem de força para Luiza e Malu, também pelo Twitter: “Receba todo o meu carinho e minhas orações. Um beijo”.

De acordo com a Contigo! online, a informação também foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz, que não deu mais detalhes sobre o tratamento de Malu.

A menina é fruto do casamento de Luiza Valdetaro com o empresário Alberto Blanco.

 

Neymar publica foto com o filho

03/03/2012 12:04

Neymar publica foto com o filho

Reprodução/Twitter

Neymar postou uma foto em seuTwitter em que aparece ao lado do filho, Davi Lucca, de 6 meses. “Amor sem fim”, escreveu o jogador.

 

Lady Gaga lança sua fundação para encorajar os jovens

03/03/2012 11:55

Lady Gaga lança sua fundação para encorajar os jovens

A estrela do pop Lady Gaga, conhecida em todo o mundo por seu extravagante estilo de música e moda, lançou uma fundação para ajudar os jovens a confiarem em si mesmos.

Uma "cultura do amor" é necessária para lutar contra a intimidação entre os estudantes e contra a falta de confiança que os adolescentes têm em si mesmos, disse a diva na quarta-feira em uma apresentação na Universidade de Harvard, em Cambridge (Massachussetts, nordeste dos Estados Unidos).

Junto com a megaestrela da televisão, Oprah Winfrey, Lady Gaga lançou sua "Born This Way Foundation" - batizada com o nome de seu single e álbum de sucesso - que busca aumentar a autoestima dos adolescentes e estimular os adultos a ajudá-los.

"Não é uma fundação contra a perseguição escolar. Esta é uma fundação para dar poder à juventude. Trata-se de modificar o clima do ambiente escolar", acrescentou a cantora, ostentando um penteado tipo colmeia em seu cabelo prateado coberto com uma rede preta.

"Não é tão difícil" mudar as coisas, disse. Ela mencionou "pequenos atos de bondade" e defendeu quem sofre abusos ou passam por um momento difícil em sua vida.

O "bullying" é um assunto para o qual Lady Gaga deu especial atenção. Sobre esse problema já falou com os assessores do presidente Obama na Casa Branca em dezembro.

Devemos chegar aos que perseguem, disse. "O que alimenta a ira deles?", perguntou.

Winfrey, que entrevistou Lady Gaga, comparou a ideia desta fundação com campanhas anteriores bem sucedidas contra o tabagismo e a embriaguez ao volante.

"O que está sendo criado não é apenas uma fundação, mas também um movimento", disse.

Segundo a Associação Americana de Psicologia, 70% dos estudantes do ensino médio sofreram bullying e até 15% dos jovens são vítimas crônicas.

Forças de Assad mataram 103 nesta sexta-feira, denuncia grupo

24/02/2012 23:23

Forças de Assad mataram 103 nesta sexta-feira, denuncia grupo

Mortes ocorreram durante bombardeio contra a cidade de Homs.
Maioria dos mortos é de civis, incluindo 14 crianças e uma mulher.

 

Da Reuters

 
Comente agora

Forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, mataram 103 pessoas na Síria nesta sexta-feira (24) durante um bombardeio contra a cidade de Homs e em ataques na zona rural de Hama e no leste e norte do país, denunciou o grupo Comitês de Coordenação Local.

A maioria dos mortos é de civis, incluindo 14 crianças e uma mulher, afirmou o grupo.

Anas al-Tarsheh, um ativista em Homs que tem filmado os bombardeios e publicado as imagens no YouTube, também foi morto nos ataques, informou o grupo opositor em comunicado.

Assad tem enfrentado uma crescente pressão internacional para que as forças de segurança sob o seu comando parem de atacar os manifestantes pró-democracia que há 11 meses exigem o fim de seu regime.

Em Genebra, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) afirmou que retirou mais de 20 mulheres e crianças sírias do distrito de Baba Amro, em Homs.

"Esperamos retomar as operações e as retiradas amanhã de manhã (sábado)", disse a porta-voz Carla Haddad. "Continuamos as discussões para retomar as operações amanhã", acrescentou.

A retirada médica no distrito começou nesta sexta-feira. Haddad disse que dois jornalistas estrangeiros feridos, uma repórter francesa e um fotógrafo britânico, não estavam entre os retirados.

 

Distúrbios na Argentina após descoberta de corpo em trem acidentado

24/02/2012 23:20

Distúrbios na Argentina após descoberta de corpo em trem acidentado

 

France Presse

 

Buenos Aires, Argentina, 24 Fev 2012 (AFP) -Um grupo de pessoas protagonizou distúrbios no terminal ferroviário de Once em Buenos Aires, sendo reprimido pela polícia com bombas de gás lacrimogêneo, após a descoberta de um corpo no trem acidentado na quarta-feira, que elevou para 51 o número de mortos.

Um grupo de pessoas incendiou latões de lixo e destruiu roletas a pauladas no hall central do terminal ferroviário, e policiais reprimiram a ação com bombas de gás lacrimogêneo e fecharam as portas da entrada da estação, que posteriormente foi esvaziada, comprovou a AFP.

Os distúrbios - cuja origem não está clara - começaram pouco depois de ter sido retirado o corpo da 51ª vítima, encontrado nesta sexta-feira, mais de dois dias depois do acidente de trem, entre o terceiro e o quarto vagão, segundo uma fonte policial.

A imprensa local disse que se trata do corpo de Lucas Menghini Rey, um jovem músico de 20 anos que trabalhava em um "call center", mas a identidade do morto não foi confirmada oficialmente.

O jovem era buscado por sua família, porque havia entrado no trem acidentado e não estava na lista oficial de 50 mortos e 703 feridos. A aparição nesta sexta-feira de outras duas pessoas que eram procuradas após o acidente deixou a mãe esperançosa.

Os amigos e familiares de Lucas Menghini permaneceram desde a quinta-feira na estação, levantando cartazes com a foto do jovem que dizia "Procuramos Lucas", mas tinham saído do hall central para esperar perto da delegacia da mesma estação, após a notícia da descoberta do corpo.

No hall central, ficaram passageiros de outros trens e pessoas não vinculadas à família, em um clima de tensão crescente.

O acidente ocorreu quando o trem, que transportava cerca de 2.000 passageiros, entrou na estação de Once sem frear e se chocou contra o muro de proteção, segundo as imagens dos vídeos de segurança da estação.

ls/pz/lb

 

Corpo de ex-dona da Daslu é enterrado na Zona Sul de SP

24/02/2012 23:16

Corpo de ex-dona da Daslu é enterrado na Zona Sul de SP

Eliana Tranchesi morreu na madrugada desta sexta (24) na capital paulista.
Câncer e pneumonia são causas da morte de empresária.

 

Marcelo Mora Do G1 SP

 
Eliana Tranchesi foi enterrada na tarde desta sexta (Foto: Marcelo Mora/G1)
 
Eliana Tranchesi foi enterrada na tarde desta sexta (Foto: Marcelo Mora/G1)

O corpo da empresária Eliana Tranchesi, ex-dona da butique de luxo Daslu,foi enterrado pouco antes das 16h desta sexta-feira (24) no Cemitério do Morumby, na Zona Sul de São Paulo. Cerca de 300 pessoas, segundo a segurança do cemitério, participaram da celebração.

 

 

O velório aconteceu no Hospital Albert Einstein, também na Zona Sul, até as 12h. Às 15h, ocorreu uma missa no cemitério, que deixou a capela lotada.

A consultora de moda Constanza Pascolato, que esteve no cemitério, definiu Eliana como uma mulher "corajosa". "A maior importância dela foi ter inventado o varejo de luxo personalizado no país", disse. "Ela identificou o gosto da mulher brasileira na hora certa."

Marcaram presença na cerimônia Sofia Alckmin, filha do governador Geraldo Alckmin, que trabalhou na Daslu, o empresário João Paulo Diniz, o publicitário Nizan Guanaes e o estilista Ricardo Almeida, entre outros.

Eliana, de 56 anos, morreu em decorrência de um câncer pulmonar, complicado por pneumonia. Ela lutava contra o tumor desde 2006.

Lojas
As duas lojas da Daslu - uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro - não abriram nesta sexta-feira em razão da morte da empresária.

Eliana comandava a empresa fundada há mais de 50 anos anos por sua mãe, Lucia Piva. Em março de 2009, ela foi condenada a 94 anos e meio de prisão por crimes como descaminho, formação de quadrilha e falsidade ideológica, como resultado da operação Narciso, da Polícia Federal (PF). Ela chegou a ficar presa logo após o julgamento, mas foi solta por meio de um habeas corpus.

Quando Tranchesi estava presa, sua defesa apresentou um relatório médico informando sobre o tratamento contra o câncer que ela fazia, alegando que a empresária não devia permanecer em uma prisão comum, sendo recomendada a prisão domiciliar.

O processo que condenou pelos crimes de descaminho, formação de quadrilha e falsidade ideológica será arquivado.

Cerca de 300 pessoas foram ao enterro (Foto: Marcelo Mora/G1)
 
Cerca de 300 pessoas foram ao enterro (Foto: Marcelo Mora/G1)
tópicos:

 

Briga de trânsito termina com morte de pai e filho em Passo Fundo, RS

24/02/2012 23:11

Briga de trânsito termina com morte de pai e filho em Passo Fundo, RS

Uma terceira vítima foi esfaqueada e está internada em estado grave.
Dois suspeitos foram detidos e um outro está foragido, segundo a polícia.

 

Vinicius Rebello Do G1 RS

 
1 comentário

Uma briga de trânsito na tarde desta sexta-feira (24) terminou em tragédia em Passo Fundo, na região noroeste do Rio Grande do Sul. Um homem de 45 anos e o seu filho, de 23, foram baleados e morreram. Outro homem foi ferido por facadas e está internado em estado grave. Dois suspeitos dos crimes foram presos e um está foragido, segundo a Brigada Militar.

De acordo com a polícia, a confusão começou quando a vítima de 45 anos, que era proprietário de uma oficina mecânica na Avenida Porto Alegre, e o filho deixavam o estabelecimento de carro e foram fechados por outro veículo. Depois de uma discussão, pai e filho se envolveram em uma briga com o condutor do veículo. Os dois retornaram para dentro da oficina, enquanto o agredido foi para casa e voltou com outros dois homens armados.

Após nova discussão, pai e filho foram baleados e um funcionário da oficina, de 35 anos, que tentou interceder, foi esfaqueado. Os três foram socorridos e encaminhados para o Hospital São Vicente de Paulo. Por volta das 19h, pai e filho não resistiram aos ferimentos e morreram. O funcionário segue internado no hospital em estado grave, informa a polícia.

A Brigada Militar conseguiu capturar dois dos três envolvidos no crime. Eles prestam depoimento na Delegacia de Polícia de Passo Fundo. Um terceiro suspeito de participação no crime está foragido. Brigada Militar e Polícia Civil fazem buscas na região.

 

Carnaval Rio de Contas - BA 2012 - Melhor Carnaval da Chapada

22/02/2012 15:33

Carnaval Rio de Contas - BA 2012 - Melhor Carnaval da Chapada

Carnaval Rio de Contas - BA 2012 - Melhor Carnaval da Chapada

Clik no link e assista o vídeo

 

ORCISCIO MEIRA - segundos atrás - Amigos
Para:
 

 

 

PAI E FILHO MORREM EM COLISÂO NA BR -330 PRÓXIMO A UBAITABA

20/02/2012 13:58

PAI E FILHA MORREM EM COLISÃO NA BR-330 PRÓXIMO A UBAITABA

 



Duas pessoas que estavam numa moto Honda Bros (placa JSV-4663) morreram após o piloto perder a direção do veículo, invadir a pista contrária e colidir frontalmente com uma picape GM S-10 (NTT-6213) por volta das 17h30min. As vítimas eram pai e filha. O acidente ocorreu na BR-330, a cinco quilômetros do trevo de acesso a Ubaitaba, na curva da Fazenda Oricó.

Uma das vítimas do acidente foi identificada pelo prenome Talita. Pai e filha viajavam para o litoral norte de Ilhéus para participar de um retiro da Igreja Batista de Ipiaú, cidade onde residiam. O piloto teve o corpo partido ao meio com o impacto da colisão. O trecho onde ocorreu o acidente é bem sinalizado. Os três ocupantes da S-10 nada sofreram. Informações do Pimenta.

Cerveja 'piriguete' é a preferida dos foliões no carnaval de Salvador

20/02/2012 10:42

Cerveja 'piriguete' é a preferida dos foliões no carnaval de Salvador

Lata tem 250 ml e custa R$ 2; 'demora mais para esquentar', diz consumidor.
Foliões também têm opção de comidas, como espetinho e acarajé.

 

Lílian Marques e Egi Santana Do G1 BA

 
Comente agora
cerveja piriguete caranval de Salvador (Foto: Egi Santana/G1)
Cerveja piriguete é a preferida dos foliões no carnaval de Salvador. (Foto: Egi Santana/G1)

Vendida por R$ 2 a unidade, a lata de cerveja de 250 ml, conhecida em Salvador como “piriguete”, é a preferida dos foliões e vendedores no carnaval da capital baiana. De acordo com quem trabalha no circuito, ela é a mais procurada e a mais vendida na folia. A justificativa dos consumidores é simples. “Ela demora mais para esquentar”, afirma Danilo Silva, de 28 anos.

Piriguete é uma expressão usada para se referir a mulheres mais desinibidas e que costumam, inclusive, tomar a iniciativa quando se interessam por algum rapaz. Outra característica da mulher piriguete são as roupas ousadas usadas por elas, como saias e vestidos justos e curtos, além do salto alto. Os vendedores e consumidores não sabem explicar bem de onde veio o batismo da latinha mais famosa do carnaval.

Em todo o circuito há várias opções de bebida para o folião. A mais consumida é a cerveja, que é disponibilizada em lata (350 ml), a piriguete (250 ml) e o latão (473 ml). O preço mais encontrado pelo G1 na Barra foi de R$ 2 para todas elas, mas o latão também é vendido a R$ 4.

A lata de refrigerante, de 350 ml, e a garrafa de água, de 300 ml, também são vendidos por R$ 2. Para quem está em grupo, há promoções de cerveja, como por exemplo, uma piriguete por R$ 2 e três por R$ 5. O G1 não localizou ofertas para refrigerante e água na Barra.

Os ambulantes que vão aos circuitos para trabalhar também aproveitam para ver os artistas preferidos e até paquerar, é o que afirma o vendedor de cervejas Domingos Santos, de 44 anos. Ele trabalha há 15 anos vendendo cerveja, refrigerante e água durante o carnaval na Barra. “A gente também se diverte, triste é que ninguém pode vir para cá. Os trios e a mulherada são a melhor parte para mim. Gosto de todo mundo [os artistas] que passam por aqui”, diz.

Já o vendedor Roberto Júnior, de 17 anos, que trabalha há cinco no carnaval, aponta suas preferências. “Gosto do Chicletão [Chiclete com Banana] e de Robsão [cantor de pagode]”, indica.

Vendedor de coco Lucas Santana reclama da concorrência da 'piriguete' (Foto: Egi Santana/G1)
Vendedor de coco Lucas Santana reclama da
concorrência da 'piriguete' (Foto: Egi Santana/G1)

Reclamação
E há quem não tenha gostado nada das “piriguetes” neste carnaval. Lucas Santos, de 34 anos, que está acostumado a vender pelo menos 100 cocos em dias normais de verão, não tem superado as 20 vendas por dia no carnaval. "As pessoas estão esquecendo do coco. Que beba sua cerveja, mas que beba uma água de coco, também, para se hidratar”, argumenta o vendedor.

Comidas
Para comer, o folião encontra cachorro-quente com batata palha, vendido a R$ 2, pizza "Toda Boa", nome de um hit de sucesso da banda Psirico. O tamanho é um pouco maior do que a chamada "brotinho" e cada uma sai por R$ 5. Tem acarajé e abará, com camarão, por R$ 5, e cocadas de diversos sabores, além de bolinho de estudante e bolo de aipim, por R$ 3. As comidas típicas da Bahia são vendidas em tabuleiros como o do “Acarajé da Sônia”, localizado em frente ao Farol da Barra. “Estamos aqui sempre, independente do carnaval”, afirma a baiana.

O espetinho de churrasco, nos sabores carne, frango e coração de galinha, é vendido por R$ 3. Os carrinhos e barracas com o petisco estão espalhados por todo circuito.

Cerveja 'piriguete' é vendida por R$ 2 a unidade; três saem por R$ 5 na 'promoção' (Foto: Egi Santana/G1)
Cerveja 'piriguete' é vendida por R$ 2 a unidade; três saem por R$ 5 na 'promoção' (Foto: Egi Santana/G1)
.n-box-links-patrocinados-google * { margin: 0pt; padding: 0pt; }.n-box-links-patrocinados-google h3 { background-color: white; color: rgb(121, 121, 121); font-size: 10px ! important; font-weight: normal; left: 12px; margin: 0pt; padding: 0pt 3px; position: absolute; text-transform: uppercase; top: -6px; }.n-box-links-patrocinados-google { background: none repeat scroll 0% 0% rgb(253, 253, 253) ! important; padding: 0pt 0pt 1.6em 0.8em; margin: 0pt 0pt 1.75em ! important; clear: both; }.n-box-links-patrocinados-google h3 { color: rgb(51, 51, 51); font-size: 0.915em ! important; font-weight: normal; margin: 0.8em; text-align: right; }.n-box-links-patrocinados-google h4 { font-size: 14px ! important; font-weight: bold; }.n-box-links-patrocinados-google li { margin: 1em 0pt 0pt ! important; list-style: none outside none; }.n-box-links-patrocinados-google a { color: rgb(168, 0, 0); margin: 0pt ! important; }.n-box-links-patrocinados-google .resumo-link { color: rgb(51, 51, 51) ! important; margin: 0.1em 0pt ! important; font-size: 1.165em ! important; }.n-box-links-patrocinados-google .url-link { margin: 0pt ! important; font-size: 0.92em ! important; }.singlead * { text-align: center; }.singlead h4 { margin-top: 45px ! important; font-size: 20px ! important; }.singlead .resumo-link { margin-top: 20px ! important; font-size: 17px ! important; }.singlead .url-link { margin-top: 20px ! important; font-size: 15px ! important; rocinados

 

Irmão mais velho de líder norte-coreano é despejado de hotel na China

19/02/2012 12:24

Irmão mais velho de líder norte-coreano é despejado de hotel na China

18/2/2012 18:31,  Por Redação, com agências internacionais - de Macau, China

 
Coreia

Kim Jong-nam tem problemas com a família na Coreia do Norte

Filho mais velho do falecido líder norte-coreano Kim Jong-il e irmão do atual líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, Kim Jong-nam foi despejado de um hotel de luxo em Macau, no sul da China, por não ter condições de pagar a fatura de US$ 15 mil, informou neste sábado um veículo da imprensa de Hong Kong. O diário “South China Morning Post”, que divulga informações surgidas inicialmente no semanário russo “Argumenty i Fakty”, relatou que Kim Jong-nam foi expulso do Grand Lapa Hotel quando a direção do estabelecimento descobriu que seu cartão de crédito fora cancelado.

Funcionários do hotel consultados pela Agência Efe assinalaram que não podem fazer comentários sobre o incidente, ainda que não os tenham negado. A imprensa escrita especula que o cancelamento do cartão de Kim Jong-nam pode ter relação com o fato de ele ter afirmado recentemente em entrevista à imprensa japonesa que seu irmão Kim Jong-Un, novo líder máximo da Coreia do Norte, não é o nome mais indicado para dirigir o país.

O filho mais velho de Kim Jong-il, líder falecido em dezembro após um ataque cardíaco, morava no 17º andar do luxuoso hotel de Macau, a cidade asiática dos cassinos, com sua esposa e filhos.


Matérias Relacionadas:

  1. Coreia do Norte recorda 70º aniversário de Kim Jong-il
  2. Coreia do Norte recorda 70º aniversário de Kim Jong-il
  3. Rio reabre Hotel Nacional como Intercontinental
  4. Desfile dos dois maiores blocos da região norte é destaque na Agenda Cultural de Porto Velho
  5. Barbosa Neto entrega mais 15 moradias na região norte

Ministra diz que maior preocupação neste carnaval é com abuso de crianças e homofobia

19/02/2012 12:15

Ministra diz que maior preocupação neste carnaval é com abuso de crianças e homofobia

18/2/2012 14:50,  Por Agência Brasil

Alex Rodrigues
Repórter Agência Brasil

Brasília – A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, visitou hoje (18), em Brasília (DF), a central de atendimento do Disque Direitos Humanos – Disque 100. A visita, segundo a própria ministra, faz parte das atividades da Campanha Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lançada na última quinta-feira (16), em Recife (PE).

Em função do carnaval, o atendimento foi reforçado, com o reescalonamento dos plantões dos 450 atendentes, analistas, supervisores e monitores de atendimento. A maior preocupação deste período é com as crianças e adolescentes, que ficam mais vulneráveis esta época do ano.

“É muito importante que os conselhos tutelares e a base da rede de proteção estejam funcionando devidamente para que possamos atender às denúncias aqui na central e fazer que a pessoa seja atendida e protegida na cidade de onde partiu a denúncia”, disse a ministra, acrescentando que o objetivo do serviço é “garantir que a violência cesse”.

Mantido pela secretaria, o serviço é responsável por receber – 24 horas por dia e gratuitamente – as denúncias de violações aos direitos de crianças, adolescentes, idosos, portadores de deficiências físicas e de grupos em situação de vulnerabilidade feitas por meio do telefone 100. Entre maio de 2003, quando foi criado, e dezembro de 2010, quando a secretaria restruturou o serviço, o Disque 100 já recebeu, examinou e encaminhou aos órgãos responsáveis mais de 145 mil denúncias.

Em 2011, no entanto, o número de denúncias recebidas quase triplicou em relação a 2010, saltando de 30.544 para 82.281. Segundo o ouvidor nacional dos Direitos Humanos, Bruno Renato Teixeira, o aumento é reflexo direto do aumento da capacidade do Disque 100 de acolher denúncias e de o serviço ter passado a ser mais divulgado.

Há também, durante os festejos carnavalescos, uma maior atenção em relação aos crimes de homofobia. “Qualquer denúncia será recebida como nos outros dias, mas estamos mais atentos às denúncias envolvendo crianças e adolescentes e casos de homofobia por sabermos que há uma alta vulnerabilidade neste momento”, explicou a ministra.

“A secretaria nacional solicitou a todos os secretários de segurança pública que deem o suporte necessário aos conselheiros tutelares, que estão de plantão. As secretarias de segurança estão comprometidos a preparar uma equipe acolher as denúncias e, acima de tudo, atender o mais rapidamente às vítimas”, disse o ouvidor nacional.

Durante a visita à central, a ministra conversou, por telefone, com um conselheiro de Londrina (PR), a quem uma das analistas informava sobre a denúncia de supostos maus-tratos contra uma jovem de 17 anos recebida ontem (17) à tarde. A jovem estaria sendo agredida por seu próprio marido e o filho do casal estaria exposto às constantes brigas. “Em um caso como esse podem estar em jogo fatores como agressão física e violência psicológica, suposto abuso sexual [da mulher] e a exposição da criança”, explicou a analista, que, por razões de segurança, não será identificada.

Formada em Direito e com pós-graduação em Direito Penal, a analista há pouco mais de um ano é funcionária da empresa contratada para prestar o serviço de atendimento do Disque 100. “Após esta experiência aqui, você nunca mais é a mesma pessoa. Você aprende a conviver e respeitar o outro, a não julgar ou ficar com receio de uma pessoa em situação de rua”, disse à Agência Brasil a analista, para quem os casos atendidos mais chocantes foram o de uma senhora que, mantida em cárcere privado, era abusada sexualmente e de uma criança queimada com cigarros por sua própria madrasta.

De acordo com Pedro Costa Ferreira, coordenador-geral do serviço, um analista recebe, em média, R$ 1,5 mil por seis horas de serviço, seis dias por semana. Já um atendente ganha por volta de R$ 800. São jovens universitários, preferencialmente com alguma experiência na área de direitos humanos. Além de submetidos a testes psicológicos, passam por um treinamento que dura, em média, três semanas”. “Nossa presença aqui hoje também serve para tirar da invisibilidade todas essas pessoas e dizer que o Disque 100 funciona com grande dedicação”, completou a ministra.

Edição: Talita Cavalcante


Matérias Relacionadas:

  1. Campanha de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes é lançada em Salvador
  2. Campanha pela proteção das crianças e adolescentes no carnaval
  3. Campanha pela proteção das crianças e adolescentes no carnaval
  4. Ao citar caso Eloá, ministra cobra responsabilidade de famílias na proteção de crianças e adolescentes
  5. Prefeito lança às 15 horas a campanha contra abuso de crianças no Carnaval

Papa nomeia 22 novos cardeais, entre eles um brasileiro

18/02/2012 23:23

Papa nomeia 22 novos cardeais, entre eles um brasileiro

 

(Atualiza com alocação do cardeal brasileiro).

Cidade do Vaticano, 18 fev (EFE).- O papa Bento XVI celebrou neste sábado na Basílica de São Pedro do Vaticano o quarto consistório de seu Pontificado para nomear 22 novos cardeais, entre eles o brasileiro João Braz de Aviz, de 64 anos.

Milhares de pessoas estiveram presentes na cerimônia, muitas delas provenientes das nações de origem dos cardeais. O arcebispo espanhol Santos Abril e Castelló, de 76 anos, também foi nomeado.

Dos 22 novos cardeais, 18 têm menos de 80 anos, por isso poderão participar de um eventual Conclave para escolher o papa. Os outros quatros são octogenários, e segundo a norma vaticana, não podem entrar na Capela Sistina - lugar dos conclaves - para escolher o pontífice, mas podem ser escolhidos.

Dos 18 eleitores, 12 são europeus, um latino-americano, três norte-americanos e dois asiáticos.

Dos 12 europeus eleitores, sete são italianos, o que representa uma potencialização da igreja italiana, que se coloca como a primeira no número de cardeais com um total de 52, 30 deles eleitores.

Após a Itália, os Estados Unidos possuem 19 cardeais (12 eleitores), seguidos pela Espanha com 10 (cinco eleitores), Brasil também com 10 (seis eleitores) e França com 9 (quatro eleitores).

Devido ao número elevado número de cardeais e às poucas vagas nas monumentais igrejas da Roma antiga, o pontífice teve que recorrer às igrejas e diaconias da periferia da capital.

João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, recebeu a diaconia de Santa Elena, em Prenestina, na zona leste.

Com os novos cardeais, a igreja europeia amplia seu peso no Colégio Cardinalício, onde passa a ter 119 membros. A América Latina continua sendo a segunda colocada, agora com 32 cardeais, seguida pela América do Norte, com 22, Ásia com 20, África com 17 e Oceania com quatro.

Com estas nomeações, o Colégio Cardinalício fica formado por 214 cardeais, dos quais 125 podem participar em um eventual Conclave para a escolha do papa.

Os 89 restantes são octogenários, não poderão participar dos conclaves para designar o pontífice, mas poderão ser escolhidos.

No domingo, Bento XVI realizará uma missa solene com os novos cardeais. EFE

 

Traços de cocaína são encontrados no cabelo do capitão Schettino

18/02/2012 23:18

Traços de cocaína são encontrados no cabelo do capitão Schettino

 

ROMA - O exame toxicológico do capitão Francesco Schettino, comandante do navio italiano Costa Concordia, deu resultado negativo para o uso de drogas e álcool, de acordo com seus advogados e uma entidade de defesa ao consumidor do país. Entretanto, traços de cocaína foram encontrados nas amostras de cabelo do capitão. O cruzeiro se chocou contra pedras da costa da Ilha de Giglio na noite do dia 13 de janeiro, matando pelo menos 17 pessoas. Quinze pessoas ainda estão desaparecidas.

Os testes foram feitos após a prisão de Schettino, que enfrenta acusações de homicídio culposo múltiplo e de abandono do navio. A Codacons, entidade italiana de defesa do consumidor, que teve especialistas participando dos exames, afirmou que considera os resultados "não confiáveis", já que eles não encontraram traços dos tranquilizantes que o próprio Schettino contou ter usado antes do acidente.

Já a cocaína foi encontrada apenas na parte externa dos cabelos de Schettino. Não havia resíduos da droga dentro dos folículos, que é a prova de que alguém realmente usou o entorpecente.

O advogado do comandante, Bruno Leporattti, criticou a Codacons por comentar o resultado dos exames, que ainda não foram divulgados oficialmente. Ele sustenta que o resultado é indiscutível.

- Os resultados dos testes deram negativo, tanto para o uso de drogas quanto para o uso de álcool - afirmou Leporatti.

O cientista responsável pelos testes, Marcello Chiarotti, afirmou à agência de notícias italiana ANSA que os exames deram um resultado "claro" que será encaminhado aos procuradores do caso. Sobre os traços de cocaína no cabelo de Schettino, ele afirmou que foi "um problema marginal que não compromete nem remotamente os resultados da análise". A hipótese de alguém que manipulou a droga ter encostado nos fios é das possibilidades que explicariam o resultado.

 

Criança de Vitória da Conquista morre em acidente na BR-101

17/02/2012 22:17

Criança de Vitória da Conquista morre em acidente na BR-101

 

Publicado por: Editor | Categoria: Bahia, Vit. da Conquista | Data: 17 fev 2012 às 16:44:57

 

da Redação
Foto e Informações: Radar 64

Uma criança de três anos morreu em um acidente na manhã desta sexta-feira (17) na BR-101. Ela viajava no colo da mãe no banco traseiro de uma Pajero que tombou várias vezes no km 670 da rodovia, em Itapebi.

A pequena Giulia Garcia foi arremessada e caiu no asfalto desacordada. O pai dela, o médico Nilton Gomes Garcia, 52 anos, que dirigia o veículo, ainda fez massagem cardíaca, tentando reanimá-la. A garotinha foi levada em carro particular para o Hospital Regional de Eunápolis, mas não resistiu aos ferimentos. A família seguia de Vitória da Conquista para Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro.

…Leia na íntegra

 

 

BOA NOVA: EX- PREFEITO E PREFEITO COM CONTAS DESAPROVADAS NÃO PODERÃO SER CANDIDATOS, FICHA LIMPA NELES...

17/02/2012 11:32

 

 

Após o voto de Carlos Ayres Britto na tarde desta quinta (16), a maioria (seis) dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já se manifestou favoravelmente à aplicação dos principais pontos da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições municipais de 2012.
Depois de Ayres Britto, o ministro Gilmar Mendes votou contra a aplicação da lei. Com o dele, são dois os votos contrários (ou outro foi de Dias Toffoli).  Marco Aurélio Mello, que proferiu o voto depois de Mendes, se disse favorável, mas ressalvou que, no entendimento dele, a ficha limpa só deve ter validade a partir da data de vigência da lei (junho de 2010).
O julgamento só será encerrado após os votos do presidente do Supremo, Cezar Peluso, e do ministro Celso de Mello. O resultado só será proclamado no final porque, até o julgamento terminar, os ministros podem modificar o voto.

A Lei da Ficha Limpa prevê a proibição da candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.
Quase dois anos depois de entrar em vigor, a lei gerou incertezas sobre o resultado da disputa de 2010 e chegou a ter sua validade derrubada para as eleições daquele ano.
O julgamento começou em novembro do ano passado e foi interrompido três vezes por pedidos de vista (quando ministros pedem a interrupção do julgamento para estudar melhor o processo).
Estão em julgamento três ações, que buscam definir os efeitos da ficha limpa para 2012. As ações foram apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo PPS e pela Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).
Ricardo Lewandowski
A sessão desta quinta foi retomada com o voto do ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, que defendeu a aplicação integral da ficha limpa.
O ministro lembrou que a lei foi proposta ao Congresso com o apoio de mais de 1,5 milhão de pessoas e afirmou que a ficha limpa privilegia um valor expresso na Constituição que é a moralidade das funções públicas.
“Nos defrontamos com dois valores constitucionais da mesma hierarquia. Ainda que se pudesse dar um valor maior ao princípio da não culpabilidade, este princípio deve ser interpretado a partir do princípio republicano que está plasmado logo no artigo primeiro da Constituição”, afirmou Lewandowski.
Ayres Britto
A maioria se formou com o voto do ministro Ayres Britto, que também defendeu a validade do texto integral da lei.
“O povo cansado, a população saturada, desalentada, se organizou sob a liderança de mais de 60 instituições da sociedade civil, entre elas CNBB e OAB. O povo tomou essa iniciativa. [...] Essa lei é fruto do cansaço, da saturação do povo com os maus tratos infligidos à coisa pública”, disse o ministro ao proferir o voto.
Britto justificou a necessidade de uma lei para garantir a moralidade na política ao afimar que a política brasileira tem tradição de “namoro aberto” com a prática de crimes.
‎‎
“A probidade administrativa foi tratata com especial carinho, apreço, valoração pela nossa Carta Magna.[...] A nossa tradição é péssima em matéria de respeito ao erário. Então, a nossa Constituição só merece aplauso por essa norma em defesa da moralidade, que é a probidade administrativa”, declarou.
Gilmar Mendes
O ministro Gilmar Mendes considerou inconstitucional o artigo que prevê a inelegibilidade dos políticos condenados por órgãos colegiado e afirmou que a lei não pode ser aplicada a fatos ocorridos antes de sua existência.
“As mazelas do Judiciário não podem ser suplantadas com o sacrifício das garantias constitucionais da celeridade e da presunção de inocência”, disse Mendes.
Marco Aurélio Mello
O ministro Marco Aurélio votou pela validade da Lei da Ficha Limpa. Para ele, a norma possui “preceitos harmônicos com a Constituição Federal que buscam a correção de rumos desta sofrida pátria.”
Apesar de defender a aplicação da ficha limpa, Marco Aurélio afirmou que a regra só deve valer para condenações ocorridas depois da vigência da lei, iniciada em junho de 2010.
“A lei é válida e apanha atos e fatos que tenham ocorrido após junho de 2010, não atos e fatos pretéritos. Quando eu disse ‘vamos consertar o Brasil’ foi de forma prospectiva e não retroativa, sob pena de não termos mais segurança jurídica”, afirmou Mello.
Votos anteriores
Na quarta (15), votaram os ministros Dias Toffoli, Rosa Weber e Cármen Lúcia, Antes deles, em sessões anteriores, tinham votado outros dois ministros (Joaquim Barbosa e Luiz Fux, ambos pela aplicação da lei).
Toffoli criticou a lei e afirmou que a ficha limpa fere o princípio da presunção de inocência, ao tornar inelegível uma pessoa condenada que ainda pode recorrer da decisão. “A lei complementar número 135 é reveladora de profunda ausência de compromisso com a boa técnica legislativa. É uma das leis recentemente editadas de pior redação legislativa dos últimos tempos. Leis mal redigidas às vezes corrompem o propósito dos legisladores e o próprio direito”, afirmou.
Mais nova integrante da Corte, Rosa Weber não havia participado das sessões anteriores do julgamento. Ela defendeu a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa e afirmou que os “homens públicos” devem ser mais cobrados que os cidadãos comuns.
“A Lei da Ficha Limpa foi gestada no ventre moralizante da sociedade brasileira, que está agora exigir dos poderes instituídos um basta. (…) Entendo que a democracia se concretiza num movimento ascendente, operando da base social para as colunas dos poderes instituídos que devem emprestar ressonância às legítimas expectativas da sociedade”, afirmou a ministra.
A ministra Cármen Lúcia foi a última a votar antes de ser interrompida a sessão de quarta e defendeu a constitucionalidade da ficha limpa. Em seu voto, ela falou sobre a importância do passado dos candidatos a cargos públicos.
“Se o ser humano se apresenta inteiro, quando ele se propõe a ser um representante dos cidadãos, a vida pregressa compõe a ‘persona’ que se oferece ao eleitor, e o seu conhecimento há de ser de interesse público. Não dá para apagar. A vida não se passa a limpo a cada dia”, afirmou a ministra. As informações são do G1.

Supremo decide que é constitucional Lei da Ficha Limpa,Prefeito, Ex Prefeito e Politicos com contas rejeitadas não poderão ser candidatos

16/02/2012 23:08

Supremo decide que é constitucional Lei da Ficha Limpa

Sete ministros votaram pela aplicação da lei; quatro foram contrários.
Com a decisão, legislação valerá para a eleição municipal deste ano.

 

Débora Santos Do G1, em Brasília

 
37 comentários

Quase dois anos depois de entrar em vigor, a Lei da Ficha Limpa foi declarada constitucional nesta quinta-feira (16) pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Por sete votos a quatro, o plenário determinou que o texto integral da norma deve valer a partir das eleições de outubro.

Com a decisão do STF, ficam proibidos de se eleger por oito anos os políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas, cassados pela Justiça Eleitoral ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.

O Supremo definiu ainda que a ficha limpa se aplica a fatos que ocorreram antes de a lei entrar em vigor e não viola princípios da Constituição, como o que considera qualquer pessoa inocente até que seja condenada de forma definitiva.

OS PRINCIPAIS PONTOS DO JULGAMENTO DA FICHA LIMPA
Presunção de inocência
O principal questionamento sobre a ficha limpa era de que a lei seria inconstitucional ao tornar inelegíveis políticos que ainda poderiam recorrer da decisão. O STF decidiu que a lei não viola o princípio que considera qualquer pessoa inocente até que ela seja condenada de forma definitiva. Essa decisão permite a aplicação da lei a pessoas condenadas por órgão colegiado
(tribunais com mais de um juiz), mas que ainda podem recorrer da condenação.
Fatos passados
A Lei da Ficha Limpa foi contestada por alcançar fatos que ocorreram antes da sua vigência, inclusive ao determinar o aumento de três para oito anos o prazo que o político condenado ficará inelegível. A maioria do STF decidiu que a lei se aplica a renúncias, condenações e outros fatos que tenham acontecido antes de a ficha limpa entrar em vigor, em junho de 2010.
Renúncia
A proibição da candidatura nos casos de renúncia a cargo eletivo para escapar da cassação foi mantida pelos ministros do STF. A maioria do tribunal defendeu que a renúncia é um ato para "fugir" do julgamento e que deve ser punida com a perda do direito de se eleger.
Prazo de inelegibilidade
A Lei da Ficha Limpa determina que os políticos condenados por órgão colegiado fiquem inelegíveis por oito anos. Este período é contado após o cumprimento da pena imposta pela Justiça. Por exemplo, se um político é condenado a dez anos de prisão, ficará inelegível por oito anos, a contar da saída da prisão. Na prática, ele não poderá se candidatar por oito anos.
Rejeição de contas
A lei torna inelegíveis políticos que tiveram contas relativas a cargos públicos rejeitadas, como, por exemplo, um prefeito que tenha tido as contas do mandato reprovadas por um tribunal de contas.
Órgãos profissionais
O Supremo manteve o dispositivo da Lei da Ficha Limpa que torna inelegíveis pessoas condenadas por órgãos profissionais devido a infrações éticas, como nos casos de médicos e advogados que eventualmente tenham sido proibidos de exercer a profissão pelos conselhos de classe.
Fonte: STF

A decisão foi tomada com base no artigo da Constituição que autoriza a criação de regras, considerando o passado dos políticos, para proteger a "probidade administrativa" e a "moralidade para exercício de mandato".

Proposta por iniciativa popular e aprovada por unanimidade no Congresso, a ficha limpa gerou incertezas sobre o resultado das eleições de 2010 e foi contestada com dezenas de ações na Justiça. Depois de um ano da disputa eleitoral, a incerteza provocada pela lei ainda gerava mudanças nos cargos. Em março de 2010, o próprio Supremo chegou derrubar a validade da norma para as eleições daquele ano.

O julgamento começou em novembro de 2011 e foi interrompido por três vezes. Nesta quinta (16), a sessão durou mais de cinco horas para a conclusão da análise de três ações apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo PPS e pela Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).

As entidades buscavam esclarecer a constitucionalidade das regras contidas na lei e a análise foi marcada, voto a voto, por intervenções dos ministros que atacavam e defendiam questões controversas.

Votos a favor
O relator, ministro Luiz Fux, foi o primeiro de defender a tarefa da ficha limpa de selecionar os candidatos a cargos públicos com base na "vida pregressa". Para ele, se a condenação for revertida, o político voltará a poder se eleger.

"A opção do legislador foi verificar que um cidadão condenado mais de uma vez por órgão judicial não tem aptidão para gerir a coisa pública e não tem merecimento para transitar na vida pública", afirmou Fux.

O direito do cidadão de poder escolher representantes entre pessoas com ficha limpa também foi defendido pelo ministro Joaquim Barbosa. Também votaram a favor da aplicação integral do texto da lei os ministros Ricardo Lewandowski, Ayres Britto, Marco Aurélio, Rosa Weber e Cármen Lúcia.

"É chegada a hora de a sociedade ter o direito de escolher e o orgulhar-se de poder votar em candidatos probos sobre os quais não recaia qualquer condenação criminal e não pairem dúvidas sobre malversação de recursos públicos", disse Barbosa.

"Não vejo aqui inconstitucionalidade, mas a reafirmação de princípios constitucionais", disse Cármen Lúcia ao falar sobre a importância da moralidade na vida pública.

A proibição da candidatura nos casos de renúncia de cargo eletivo para escapar de cassação também foi mantida pelo Supremo. Para o ministro Marco Aurélio, a Lei da Ficha Limpa possui "preceitos harmônicos com a Constituição Federal que buscam a correção de rumos desta sofrida pátria."

Apesar de defender a aplicação da ficha limpa, Marco Aurélio fez uma ressalva ao afirmar que a regra só deve valer para condenações ocorridas depois da vigência da lei, iniciada em junho de 2010.

"A lei é valida e apanha atos e fatos que tenham ocorrido após junho de 2010 não atos e fatos pretéritos. Quando eu disse 'vamos consertar o Brasil' foi de forma prospectiva e não retroativa, sob pena de não termos mais segurança jurídica", afirmou Marco Aurélio.

Votos contra
Primeiro a votar contra a aplicação integral da Lei da Ficha Limpa, ainda nesta quarta (15), o ministro Dias Toffoli criticou a elaboração das regras. A tese de Toffoli foi acompanhada pelos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cezar Peluso.

"A lei complementar número 135 é reveladora de profunda ausência de compromisso com a boa técnica legislativa. É uma das leis recentemente editadas de pior redação legislativa dos últimos tempos. Leis mal redigidas às vezes corrompem o propósito dos legisladores e o próprio direito", afirmou.

A ficha limpa foi criticada pelos ministros do STF por valer para fatos anteriores à sua vigência e por tornar inelegível uma pessoa condenada que ainda pode recorrer da decisão. Para os quatro ministros que votaram contra a aplicação da lei, a ficha limpa deveria valer apenas para quem for condenado depois que a norma começou a vigorar, ou seja, depois de junho de 2010.

"A população bate palmas, por exemplo, para esquadrões da morte, mas isso é contra qualquer padrão civilizatório e uma corte como esta não pode permitir que se avance sobre esses valores", disse Mendes.

Os ministros Luiz Fux (a partir da esq.), Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Celso de Mello, durante julgamento que validou Lei da Ficha Limpa nesta quinta-feira no STF (Foto: Gervásio Baptista/SCO/STF)Ministros do Supremo durante julgamento que
validou Lei da Ficha Limpa nesta quinta-feira
no STF (Foto: Gervásio Baptista/SCO/STF)

"O Congresso não tem o poder de escolher fatos consumados no passado para, a partir dessa identificação, elegê-los como critérios para restrição de direitos fundamentais", afirmou o ministro Celso de Mello.

O último a votar, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, classificou a Lei da Ficha Limpa como um instrumento de "retroatividade maligna que contraria a vocação normativa do Direito".

Para ele, a lei não pode valer para casos anteriores à sua vigência e não pode tornar inelegíveis pessoas que ainda podem recorrer da condenação. Peluso afirmou que, dessa forma, a lei parece ter sido feita para pessoas específicas e não para a coletividade.

"A lei foi feita para reger comportamento futuros. Então, deixa de ser lei e, a meu ver, passa ser um confisco de cidadania. O estado retira do cidadão uma parte da sua esfera jurídica de cidadania, abstraindo a sua vontade. Não interessa o que você pode ou não evitar", disse Peluso.

 

Supremo decide que é constitucional Lei da Ficha Limpa

16/02/2012 21:38

 

Os ministros Carlos Ayres Britto (à esq.) e Ricardo Lewandowski (centro), que votaram a favor da Ficha Limpa, e Dias Toffoli, que votou contra aplicação da lei, durante julgamento no STF (Foto: José Cruz/ABr)Os ministros Carlos Ayres Britto (à esq.) e Ricardo
Lewandowski (centro), que votaram a favor da Ficha
Limpa, e Dias Toffoli, que votou contra aplicação
da lei no julgamento no STF.

Quase dois anos depois de entrar em vigor, a Lei da Ficha Limpa foi declarada constitucional nesta quinta-feira (16) pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Por sete votos a quatro, o plenário determinou que o texto integral da norma deve valer a partir das eleições de outubro.

Com a decisão do STF, ficam proibidos de se eleger por oito anos os políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas, cassados pela Justiça Eleitoral ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação, com base na Lei da Ficha Limpa.

O Supremo definiu ainda que a ficha limpa se aplica a fatos que ocorreram antes de a lei entrar em vigor e não viola princípios da Constituição, como o que considera qualquer pessoa inocente até que seja condenada de forma definitiva.

OS PRINCIPAIS PONTOS DO JULGAMENTO DA FICHA LIMPA
Presunção de inocência
O principal questionamento sobre a ficha limpa era o de que a lei seria inconstitucional ao tornar inelegíveis políticos que ainda poderiam recorrer da decisão. O STF decidiu que a lei não viola o princípio que considera qualquer pessoa inocente até que ela seja condenada de forma definitiva. Essa decisão permite a aplicação da lei a pessoas condenadas por órgão colegiado, mas que ainda podem recorrer da condenação.
Fatos passados
A Lei da Ficha Limpa foi contestada por alcançar fatos que ocorreram antes da sua vigência, inclusive ao determinar o aumento de três para oito anos do prazo que o político condenado ficará inelegível. A maioria do STF decidiu que a lei se aplica a renúncias, condenações e outros fatos que tenham acontecido antes de a ficha limpa entrar em vigor, em junho de 2010.
Renúncia
A proibição da candidatura nos casos de renúncia a cargo eletivo para escapar da cassação foi mantida pelos ministros do STF. A maioria do tribunal defendeu que a renúncia é um ato para "fugir" do julgamento e que deve ser punida com a perda do direito de se eleger.
Prazo de inelegibilidade
A Lei da Ficha Limpa determina que os políticos condenados por órgão colegiado fiquem inelegíveis por oito anos. Este período é contado após o cumprimento da pena imposta pela Justiça. Por exemplo, se um político é condenado a dez anos de prisão, ficará inelegível por oito anos, a contar do fim do cumprimento da pena. Na prática, ele não poderá se candidatar por oito anos.
Rejeição de contas
A lei torna inelegíveis políticos que tiveram contas relativas a cargos públicos rejeitadas, como, por exemplo, um prefeito que tenha tido as contas do mandato reprovadas por um tribunal de contas.
Órgãos profissionais
O Supremo manteve o dispositivo da Lei da Ficha Limpa que torna inelegíveis pessoas condenadas por órgãos profissionais devido a infrações éticas, como nos casos de médicos e advogados que eventualmente tenham sido proibidos de exercer a profissão pelos conselhos de classe.
Fonte: STF

A decisão foi tomada com base no artigo da Constituição que autoriza a criação de regras, considerando o passado dos políticos, para proteger a “probidade administrativa e a moralidade”.

Proposta por iniciativa popular e aprovada por unanimidade no Congresso, a ficha limpa gerou incertezas sobre o resultado das eleições de 2010 e foi contestada com dezenas de ações na Justiça. Depois de um ano da disputa eleitoral, a incerteza provocada pela lei ainda gerava mudanças nos cargos. Em março de 2010, o próprio Supremo chegou derrubar a validade da norma para as eleições daquele ano.

O julgamento começou em novembro de 2011 e foi interrompido por três vezes. Nesta quinta (16), a sessão durou mais de cinco horas para a conclusão da análise de três ações apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo PPS e pela Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).

As entidades buscavam definir a aplicação da lei e a análise foi marcada, voto a voto, por intervenções dos ministros que atacavam e defendiam a lei.

O relator, ministro Luiz Fux, foi o primeiro de defender a tarefa da ficha limpa de selecionar os candidatos a cargos públicos com base na “vida pregressa”. Para ele, se a condenação for revertida, o político voltará a poder se eleger.

“A opção do legislador foi verificar que um cidadão condenado mais de uma vez por órgão judicial não tem aptidão para gerir a coisa pública e não tem merecimento para transitar na vida pública”, afirmou Fux.

O direito do cidadão de poder escolher representantes entre pessoas com ficha limpa também foi defendido pelo ministro Joaquim Barbosa. Também votaram a favor da aplicação integral do texto da lei os ministros Ricardo Lewandowski, Ayres Britto, Marco Aurélio, Rosa Weber e Cármen Lúcia.

“É chegada a hora de a sociedade ter o direito de escolher e o orgulhar-se poder votar em candidatos probos sobre os quais não recaia qualquer condenação criminal e não pairem dúvidas sobre mal versação de recursos públicos”, disse Barbosa.

"Não vejo aqui inconstitucionalidade, mas a reafirmação de princípios constitucionais”, disse Cármen Lúcia ao falar sobre a importância da moralidade na vida pública.

A proibição da candidatura nos casos de renúncia de cargo eletivo para escapar de cassação também foi mantida pelo Supremo. Para o ministro Marco Aurélio, a Lei da Ficha Limpa possui "preceitos harmônicos com a Constituição Federal que buscam a correção de rumos desta sofrida pátria."

Apesar de defender a aplicação ficha limpa, Marco Aurélio fez uma ressalva ao afirmar que a regra só deve valer a condenações ocorridas depois da vigência da lei, iniciada em junho de 2010.

“A lei é valida e apanha atos e fatos que tenham ocorrido após junho de 2010 não atos e fatos pretéritos. Quando eu disse vamos consertar o Brasil foi de forma prospectiva e não retroativa sob pena de não termos mais segurança jurídica”, afirmou Mello.

Primeiro a votar contra a aplicação integral da Lei da Ficha Limpa, o ministro Dias Toffoli criticou a elaboração das regras. A tese de Toffoli foi acompanhada pelos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cezar Peluso.

“A lei complementar número 135 é reveladora de profunda ausência de compromisso com a boa técnica legislativa. É uma das leis recentemente editadas de pior redação legislativa dos últimos tempos. Leis mal redigidas às vezes corrompem o propósito dos legisladores e o próprio direito”, afirmou.

A ficha limpa foi criticada pelos ministros do STF por valer para fatos anteriores à sua vigência e por tornar inelegível uma pessoa condenada que ainda pode recorrer da decisão. Para os quatro ministros que votaram contra a aplicação da lei, a ficha limpa deveria valer apenas para quem for condenado depois que a norma começou a vigorar, ou seja, depois de junho de 2010.

“A população bate palmas, por exemplo, para esquadrões da morte, mas isso é contra qualquer padrão civilizatório e uma corte como esta tem de cobrar não pode permitir que se avance sobre esses valores”, disse Mendes.

“O Congresso não tem o poder de escolher fatos consumados no passado para, a partir dessa identificação, elegê-los como critérios para restrição de direitos fundamentais”, afirmou o ministro Celso de Mello.

O último a votar, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, classificou a Lei da Ficha Limpa como um instrumento de “retroatividade malígna que contraria a vocação normativa do Direito”.

Para ele, a lei não pode valer para casos anteriores à sua vigência e não pode tonar inelegível pessoas que ainda podem recorrer da condenação.

Peluso afirmou que, dessa forma, a lei parece ter sido feita para pessoas específicas e não para a coletividade.

“A lei foi feita para reger comportamento futuros. Então, deixa de ser lei e, a meu ver, passa ser um confisco de cidadania. O estado retira do cidadão uma parte da sua esfera jurídica de cidadania, abstraindo a sua vontade. Não interessa o que você pode ou não evitar”, disse Peluso.

Lidemberg Alves, O Jovem de 25 anos é condenado por 98 Anos e 10 meses pela morte de Eloá e mais 11 Crimes

16/02/2012 19:40

Uma mulher e seis homens definiram, nesta quinta-feira (16), o futuro de Lindemberg Alves Fernandes. O jovem, de 25 anos, era acusado de 12 crimes. Além do cárcere e assassinato de Eloá Cristina, ele foi considerado pelo culpado pela tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe contra Nayara Rodrigues da Silva, amiga de Eloá; pela outra tentativa de homicídio qualificado, com finalidade de assegurar a execução de outros crimes, contra o policial militar Atos Antonio Valeriano; cárcere privado de Nayara e dos adolescentes, colegas de Eloá, Victor Lopes de Campos e Iago Vilera de Oliveira; cárcere de Ronikson Pimentel dos Santos, irmão de Eloá; e disparos de arma de fogo.

 

A Juiza fixa a pena na primeira fase em

 

30 anos homicidio qualificado eloa

30 anos tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe contra Nayara Rodrigues da Silva

30 tentativa de homicídio qualificado, com finalidade de assegurar a execução de outros crimes, contra o policial militar Atos Antonio Valeriano

cárcere privado de Nayara e dos adolescentes, colegas de Eloá, Victor Lopes de Campos e Iago Vilera de Oliveira; cárcere de Ronikson Pimentel dos Santos, irmão de Eloá.

disparos de arma de fogo.

Total: 98 Anos e 10 Meses.

 

                                                                                                                                          Edição: Vagner Santos

Justiça condena Lindemberg Alves pela morte de Eloá e por outros 11 crimes

16/02/2012 18:38

 

daniela-hashimoto-HG


Além do cárcere e assassinato de Eloá Cristina, Lindemberg era acusado de tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe contra Nayara Rodrigues da Silva, amiga de Eloá; por outra tentativa de homicídio qualificado, com finalidade de assegurar a execução de outros crimes, contra o policial militar Atos Antonio Valeriano; cárcere privado de Nayara e dos adolescentes, colegas de Eloá, Victor Lopes de Campos e Iago Vilera de Oliveira; cárcere de Ronikson Pimentel dos Santos, irmão de Eloá; e disparos de arma de fogo. A Justiça condenou Lindemberg Alves na tarde desta quinta-feira (16) pela morte de Eloá Pimentel e pelos outros 11 crimes dos quais era acusado. A informação foi dada pelo advogado da mãe da vítima, Ademar Gomes.

A pena ainda não foi divulgada pela juíza Milena Dias. Mas, pela lei brasileira, o preso só pode ficar 30 anos na cadeia. 

Os jurados encerraram a votação na sala secreta por volta de 16h50. Após as argumentações dos dois lados, a promotora Daniela Hashimoto não quis usar seu direito de réplica e a juíza elaborou 49 perguntas para que os jurados votassem. Veja a lista de questionamentos.

Debates 

Na manhã desta quinta, foram realizados os debates entre acusação e defesa. Nesta fase, cada parte teve cerca de um hora e meia para expor seus argumentos sobre o crime. 

A foi a última a falar. Durante sua argumentação, ela afirmou que seu cliente Lindemberg Alves só é "a bola da vez" da imprensa porque é pobre. 

- Ele é a bola da vez porque ele é pobre. Ele não tinha respaldo como o Pimenta Neves teve para aguardar a decisão da Justiça em prisão domiciliar como o Pimenta Neves. Ele é morador de periferia. 



Para Ana Lucia, o caso é uma "aberração judicial" porque Lindemberg tinha todos os requisitos para responder ao processo em liberdade ou prisão domiciliar. Segundo a advogada, "depois que ele foi manchado pela imprensa" nenhum juiz teria coragem de ir contra ao clamor popular e deixar Lindemberg livre. 

A defensora chegou a afirmar que a imprensa e a Polícia Militar seriam as "responsáveis morais" pela tragédia ocorrida no apartamento de Eloá Cristina Pimentel em Santo André, no ABC paulista, em outubro de 2008. 

- Judicialmente, não posso colocar imprensa e PM ao lado dele [Lindemberg]. Mas moralmente, eu posso [...] Esse caso só é esse caso por causa da repercussão da mídia. Eu acho que não deveria ter algo mais importante para eles noticiarem [na época] Mas isso é só um desabafo. 

Ana Lucia também não pediu a absolvição de seu cliente porque ele "tem que pagar pelo que realmente fez". A defensora reconheceu que Lindemberg é culpado pela morte de Eloá, mas disse que ele não tinha a intenção de cometer o crime. Ela pediu para que seu cliente seja condenado por crime culposo, e não doloso (quando há intenção). A característica "dolosa" de um crime aumenta a pena do culpado. 

Ao longo de sua explanação, que começou por volta das 11h50 e terminou às 13h27, a advogada também tentou retirar a culpa de Lindemberg de parte dos 12 crimes de que ele é acusado. 

Promotoria 

Antes de Ana Lucia, foi a vez da promotora Daniela Hashimoto, fazer sua argumentação. Em cerca de uma hora e meia (das 9h50 às 11h30), ela defendeu a tese de que o réu não agiu “no susto” quando disparou contra a adolescente Eloá. Segundo Daniela, Lindemberg teria tido tempo de se refugiar após a polícia ter explodido a porta do apartamento de Eloá e invadido o local e, só em seguida, ele teria atirado na vítima. Com isso, de acordo com a promotora, a afirmação feita pelo réu durante seu interrogatório na quarta-feira (15) - de que atirou contra sua ex-namorada sem pensar - não é verdadeira. 

- É esse rapazinho bonzinho que veio fazer um pedido de perdão sincero? Hoje, no dia fatal, ele resolveu pedir perdão? Caberá aos senhores analisar a sinceridade ou não. 

Em sua argumentação, a promotora também tentou derrubar outra tese da defesa de Lindemberg, de que ele não teria ficado segurando a arma o tempo todo durante o cárcere dos adolescentes. Em seu depoimento na segunda-feira (primeiro dia do júri), 
Nayara Rodrigues disse que tinha sido amarrada por Lindemberg ao mesmo tempo em que ele segurava uma arma. Na ocasião, a defesa tentou desqualificar
 o testemunho de Nayara dizendo que era impossível o rapaz amarrar a adolescente e segurar um revólver ao mesmo tempo. 

Nesta quinta, Daniela Hashimoto levou a arma do crime novamente ao júri e mostrou para as pessoas dentro da sala de audiência que era possível amarrar uma pessoa e segurar uma arma ao mesmo tempo. Ela chegou a simular o episódio com um dos jurados. 

Daniela Hashimoto narrou para os jurados toda a cronologia do cárcere em Santo André, que durou cerca de cem horas. Ela "reconstruiu" o sequestro, mostrou fatos como a hora em que os quatro jovens estavam sob o poder de Lindemberg, contou parte dos diálogos ocorridos dentro do imóvel, e terminou sua argumentação no momento dos disparos feitos contra Eloá e Nayara. 

- A única pessoa que tinha arma calibre 32 era Lindemberg [...] Eloá nada mais era do que um objeto.

Maioria dos ministros do STF vota pela aplicação da Lei da Ficha Limpa

16/02/2012 16:34

 

O ministro Ayres Britto no julgamento da Lei da Ficha Limpa; ele deu o sexto voto favorável à aplicação da lei (Foto: Felipe Sampaio / STF)O ministro Ayres Britto no julgamento da Lei da
Ficha Limpa; ele deu o sexto voto favorável à
aplicação da lei.

Após o voto de Carlos Ayres Britto na tarde desta quinta (16), a maioria dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já se manifestou favoravelmente (por 6 a 1) à aplicação dos principais pontos da Lei da Ficha Limpa a partir das eleições municipais de 2012.

O julgamento só será encerrado após os votos do presidente do Supremo, Cezar Peluso, e dos ministros Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello. O resultado só será proclamado no final porque, até o julgamento terminar, os ministros podem modificar o voto.

A Lei da Ficha Limpa prevê a proibição da candidatura de políticos condenados pela Justiça em decisões colegiadas ou que renunciaram a cargo eletivo para evitar processo de cassação.

Quase dois anos depois de entrar em vigor, a lei gerou incertezas sobre o resultado da disputa de 2010 e chegou a ter sua validade derrubada para as eleições daquele ano.

O julgamento começou em novembro do ano passado e foi interrompido três vezes por pedidos de vista (quando ministros pedem a interrupção do julgamento para estudar melhor o processo).

Estão em julgamento três ações, que buscam definir os efeitos da ficha limpa para 2012. As ações foram apresentadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo PPS e pela Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).

Maioria
A sessão desta quinta foi retomada com o voto do ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, que defendeu a aplicação integral da ficha limpa.

O ministro lembrou que a lei foi proposta ao Congresso com o apoio de mais de 1,5 milhão de pessoas e afirmou que a ficha limpa privilegia um valor expresso na Constituição que é a moralidade das funções públicas.

Ministros do STF durante julgamento da Lei da Ficha Limpa (Foto: Dida Sampaio / Agência Estado)

“Nos defrontamos com dois valores constitucionais da mesma hierarquia. Ainda que se pudesse dar um valor maior ao princípio da não culpabilidade, este princípio deve ser interpretado a partir do princípio republicano que está plasmado logo no artigo primeiro da Constituição”, afirmou Lewandowski.

A maioria se formou com o voto do ministro Ayres Britto, que também defendeu a validade do texto integral da lei.

"O povo cansado, a população saturada, desalentada, se organizou sob a liderança de mais de 60 instituições da sociedade civil, entre elas CNBB e OAB. O povo tomou essa iniciativa. [...] Essa lei é fruto do cansaço, da saturação do povo com os maus tratos infligidos à coisa pública", disse o ministro ao proferir o voto.

Votos anterioresBritto justificou a necessidade de uma lei para garantir a moralidade na política ao afimar que a política brasileira tem tradição de "namoro aberto" com a prática de crimes.
‎‎
"A probidade administrativa foi tratata com especial carinho, apreço, valoração pela nossa Carta Magna.[...] A nossa tradição é péssima em matéria de respeito ao erário. Então, a nossa Constituição só merece aplauso por essa norma em defesa da moralidade, que é a probidade administrativa", declarou.

Na quarta (15), votaram os ministros Dias Toffoli, Rosa Weber e Cármen Lúcia, Antes deles, em sessões anteriores, tinham votado outros dois ministros (Joaquim Barbosa e Luiz Fux, ambos pela aplicação da lei).

Toffoli criticou a lei e afirmou que a ficha limpa fere o princípio da presunção de inocência, ao tornar inelegível uma pessoa condenada que ainda pode recorrer da decisão. “A lei complementar número 135 é reveladora de profunda ausência de compromisso com a boa técnica legislativa. É uma das leis recentemente editadas de pior redação legislativa dos últimos tempos. Leis mal redigidas às vezes corrompem o propósito dos legisladores e o próprio direito”, afirmou.

Mais nova integrante da Corte, Rosa Weber não havia participado das sessões anteriores do julgamento. Ela defendeu a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa e afirmou que os “homens públicos” devem ser mais cobrados que os cidadãos comuns.

“A Lei da Ficha Limpa foi gestada no ventre moralizante da sociedade brasileira, que está agora exigir dos poderes instituídos um basta. (...) Entendo que a democracia se concretiza num movimento ascendente, operando da base social para as colunas dos poderes instituídos que devem emprestar ressonância às legítimas expectativas da sociedade”, afirmou a ministra.

A ministra Cármen Lúcia foi a última a votar antes de ser interrompida a sessão de quarta e defendeu a constitucionalidade da ficha limpa. Em seu voto, ela falou sobre a importância do passado dos candidatos a cargos públicos.

“Se o ser humano se apresenta inteiro, quando ele se propõe a ser um representante dos cidadãos, a vida pregressa compõe a ‘persona’ que se oferece ao eleitor, e o seu conhecimento há de ser de interesse público. Não dá para apagar. A vida não se passa a limpo a cada dia”, afirmou a ministra.

Incêndio em prisão de Honduras deixa centenas de mortos

16/02/2012 14:00

Incêndio em prisão de Honduras deixa centenas de mortos

15/2/2012 13:03,  Por Redação, com BBC - Brasil


 

Bombeiros precisaram de mais de uma hora para controlar chamas

Um incêndio em uma prisão de Honduras deixou centenas de mortos, segundo as autoridades do país. Algumas agências de notícias afirmam que o número de mortos já chega a 357, outras fontes afirmam que pelo menos 272 pessoas morreram no incêndio.

Segundo as autoridades, o número ainda pode aumentar e muitas outras pessoas ficaram feridas. O incêndio começou na noite de terça-feira na prisão de Comayagua, cerca de 80 quilômetros ao norte da capital, Tegucigalpa. Mais de 800 detidos estavam na prisão e alguns dos sobreviventes escaparam quebrando o telhado e saltando do alto do prédio, segundo familiares dos presos que foram para o local tentar conseguir notícias.

As autoridades temem que muitos dos prisioneiros tenham fugido em meio à confusão. No entanto, dezenas de outros prisioneiros morreram pois não conseguiram escapar de suas celas.

Josué Garcia, porta-voz dos bombeiros de Comayagua, descreveu cenas “infernais” dentro da prisão e disse que muitos prisioneiros ou morreram carbonizados ou foram sufocados pela fumaça. Segundo Garcia, alguns presos se rebelaram para tentar escapar do fogo. ”Não conseguíamos chegar até eles, pois não tínhamos as chaves e não conseguimos encontrar os guardas que tinham as chaves”, disse.”A situação é grave. A maioria morreu sufocada”, disse o diretor do sistema prisional do país, Daniel Orellana, à agência de notícias AFP.

Problema elétrico?
Hector Ivan Mejia, da Secretaria de Segurança de Honduras, disse a jornalistas que um curto-circuito no sistema elétrico na prisão pode ter causado o incêndio. Mas a imprensa hondurenha divulgou informações sobre uma rebelião na prisão de Comayagua pouco antes do início do incêndio.

No entanto, Daniel Orellana negou esta possibilidade. ”Temos duas hipóteses. Uma é de que um prisioneiro incendiou um colchão e outra é que houve um curto-circuito no sistema elétrico”, disse o diretor do sistema prisional à agência de notícias Reuters.

A polícia do país está investigando as possíveis causas do fogo. Hospitais locais estão tratando dezenas de pessoas com queimaduras e alguns dos feridos foram levados para Tegucigalpa, junto com 30 pessoas com queimaduras graves.

Familiares dos prisioneiros se reuniram do lado de fora da prisão, tentando conseguir informações. ”Estou procurando pelo meu irmão. Não sabemos o que aconteceu com ele e não nos deixam entrar”, disse Arlen Gomez à uma rádio hondurenha. As prisões em Honduras apresentam uma das maiores taxas de homicídios do mundo e geralmente sofrem com problemas como superlotação.


Matérias Relacionadas:

  1. Incêndio em prisão de Honduras deixa centenas de mortos
  2. Incêndio em prisão de Honduras pode ter matado mais de 300, diz governo
  3. Incêndio em prisão de Honduras mata ao menos 272 pessoas-governo
  4. Número de mortos durante incêndio em prisão de Honduras passa de 270
  5. Mais de 350 mortos em incêndio em Honduras, diz procuradoria

PRF de Conquista dá início a operação ‘Carnaval 2012’

15/02/2012 17:30

PRF de Conquista dá início a operação ‘Carnaval 2012’

 

Publicado por: Rodrigo Ferraz | Categoria: Vit. da Conquista | Data: 15 fev 2012 às 08:25:20

 

Por Rodrigo Ferraz

A partir da próxima sexta-feira (17) a Polícia Rodoviária Federal de Vitória da Conquista dá início a operação ‘Carnaval 2012’.

Todo efetivo da PRF estará a disposição para realizar as fiscalizações durante todo esse período de festas, com o apoio, também, de grupos de operações especiais de outros estados.

A polícia espera contribuir e diminuir os números de acidentes com relação ao ano passado.

Policiais de Jequié, Conquista e Ilhéus não farão segurança no Carnaval de Salvador

15/02/2012 17:27

Policiais de Jequié, Conquista e Ilhéus não farão segurança no Carnaval de Salvador

 

Publicado por: Roberto Silva | Categoria: Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 15 fev 2012 às 12:00:01

 

 

Por Rodrigo Ferraz

Apesar do Blog da Resenha Geral ter divulgado que alguns policiais de Conquista serão deslocados para Salvador e atuarem no carnaval, a nossa reportagem recebeu a informação de que os soldados da maior cidade do Sudoeste baiano, além de Jequié e Ilhéus, teriam sido dispensados pelo comando da PM no estado.

A informação chegou ao conhecimento do blog Jequié Repórter, na tarde de terça-feira (14), através de um Oficial do BPM de Jequié. A decisão altera um procedimento adotado havia muitos anos e que sempre representou uma motivação para a tropa em face do recebimento de “extras” pelo deslocamento e trabalho durante a festa  na  Capital.

…Leia na íntegra

Acusados de envolvimento com jogo do bicho ganham liberdade provisória no Rio

15/02/2012 16:30

Acusados de envolvimento com jogo do bicho ganham liberdade provisória no Rio

14/2/2012 12:54,  Por Redação, com ARN

O desembargador Antonio José Ferreira Carvalho, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, concedeu liberdade provisória a quatro pessoas presas por envolvimento com o jogo do bicho. Segundo a decisão, o auto de prisão em flagrante deixou claro que a única conduta que a eles poderia ser imputada era a de contravenção e, ainda que condenados, não haveria razão para mantê-los sob custódia.

jogo-do-bicho

Os quatro bicheiros foram surpreendidos pela polícia captando apostas nas ruas Senador Pompeu e Gamboa, no Centro do Rio

Cesar Wanderlei Pereira das Dores, 57 anos; Waldir Gomes, 59 anos; Roberto de Lima, 52 anos, e Solange Santos, 64 anos, foram surpreendidos pela polícia captando apostas nas ruas Senador Pompeu e Gamboa, no Centro do Rio. Os quatro foram autuados por contravenção do jogo do bicho, crime contra economia popular e formação de quadrilha.

Em sua decisão, o desembargador destacou que não há no auto de prisão qualquer notícia de que os envolvidos tivessem obtido ganhos ilícitos em detrimento do povo. “Até porque, como é de curial sabença, os prêmios do jogo do bicho são pagos aos apostadores”, escreveu.

Ainda segundo ele, o tipo penal consubstanciado no artigo 288 do Código Penal exige a associação de mais de três pessoas para o fim de cometer crimes.

– No caso em exame, verifico a existência de uma única conduta contravencional. E contravenção não é crime, pelo que tal imputação também não pode prevalecer– ressaltou.

Por fim, de acordo com o magistrado, a contravenção do jogo do bicho, ainda que reiterada, não autorizaria a imputação de formação quadrilha, que segundo ele, se refere a crimes e não a contravenções.


Matérias Relacionadas:

  1. No Senado, Beltrame diz que Estado precisa definir situação do jogo do bicho
  2. Obama: controle de natalidade tornou-se “jogo político”
  3. UFJF espera repetir vitória contra o São Bernardo no jogo de quinta
  4. Bottinelli é o único jogador do Fla que estava no último jogo do clube na Argentina

Barra do Pirai e Petrópolis inauguram novas escolas nesta terça-feira

15/02/2012 16:26

Barra do Pirai e Petrópolis inauguram novas escolas nesta terça-feira

14/2/2012 13:36,  Por Redação, com ARN - do Rio de Janeiro

1
Inauguração

Petrópolis e Barra do Piraí ganha mais dois colégios estaduais por meio da Secretaria de Educação e do Governo do Estado do Rio

Nesta terça-feira, o Governo do Estado do Rio, por meio do secretário de Educação, Wilson Risolia, inaugura mais dois colégios estaduais: C.E. de Araras, em Petrópolis, e C.E. Professor José Antônio Maia Vinagre, em Barra do Piraí.

O Colégio Estadual de Araras passou por reforma geral, com construção de quadra poliesportiva coberta com vestiários e rampa para acessibilidade.

A unidade possui biblioteca, refeitório e sala de informática e sete salas de aula, sendo três novas. Já o Colégio Estadual Professor José Antônio Maia Vinagre foi totalmente reconstruído. A unidade possui nove salas de aula, dois laboratórios, biblioteca, refeitório e quadra poliesportiva.

Na última quinta-feira, a Secretaria de Educação tinha inaugurado a Escola de Aperfeiçoamento dos Servidores de Educação.

Ainda neste semestre, outras três unidades escolares da rede estadual passarão a funcionar na capital: CE Marieta Cunha (Bangu), Abraão Jabour (Senador Camará) e Vilma Atanázio (Campo Grande).


Matérias Relacionadas:

  1. Campanha contra a aids no carnaval começa a ser veiculada nesta terça-feira
  2. Escolas municipais prontas para receber nesta quarta-feira mais de 81 mil alunos
  3. Escolas municipais prontas para receber nesta quinta-feira mais de 81 mil alunos
  4. Curumim Santa Luzia promove baile de carnaval nesta terça-feira

Filme Tabu aplaudido em Berlim

15/02/2012 16:22

Filme Tabu aplaudido em Berlim

14/2/2012 21:30,  Por Rui Martins, de Berlim

4
Reprodução

Os aplausos ao filme português Tabu podem ser um bom presságio.

O filme portugues “Tabú”, do cineasta Miguel Gomes, na competição no Festival Internacional de Cinema de Berlim, foi exibido diante da crítica e teve boa recepcão, com bastante aplausos. Portugal ficou doze anos sem participar da competicao e este ano poderá obter algum prémio. Trata-se de uma rara co-producao luso-brasileira, e o Brasil, que nao teve filme selecionado, assim participa indiretamente do Festival.

O filme conta o passado de uma senhora idosa, Aurora, que morre em Lisboa e faz um retorno à epoca da colonização de Mocambique. Uma morte ocorrida, dentro do filme, é mesmo noticiada pela frente de independência como sendo o primeiro ato contra o regime colonialista português. Há mesmo o começo do filme com a chegada do colonizador, do tipo Livingstone, mas português, comido por um crocodilo Porem, não se trata de tema político, mas de uma história amorosa, guardada em segredo por Aurora, a personagem que lá vivera.

O filme faz também, como “O Artista”, um retorno ao cinema mudo, como longas sequências na segunda parte, em cenas na África e Lisboa, sem som.

Um pormenor a destacar. Miguel Gomes confirmou que o filme passará no Brasil mas com legendas em brasileiro. Apesar da recente uniformização ortográfica, nem todos no Brasil compreenderão os diálogos.

Rui Martins de Berlim, convidado do Festival de Cinema.


Matérias Relacionadas:

  1. Berlim começa seus 10 dias de Festival
  2. Mafioso e assassino lembram Shakespeare em novo filme
  3. Festival de Cinema de Berlim busca a vanguarda em 2012
  4. “O povo é matéria inflamável”, afirma filme de abertura do festival de Berlim
  5. Povo é matéria inflamável, na abertura em Berlim

Assembleia termina e PMs decidem encerrar greve na Bahia

12/02/2012 11:58

 

PMs encerram greve na Bahia (Foto: Ida Sandes/G1)

Em assembleia realizada no fim da tarde deste sábado (11), policiais militares decidiram encerrar a greve na Bahia, que já completava 12 dias. A desarticulação total do movimento acontece a cinco dias do início do carnaval de Salvador. O grupo que participou do encontro havia insistido na manutenção da greve mesmo após desocupação da Assembleia Legislativa e da convocação oficial do governo do estado para o retorno imediato ao trabalho.

Na saída, manifestantes cantavam em coro "A PM voltou" e a maioria não quis conversar com a imprensa. Um deles disse que a "greve acabou pelo bem da sociedade". Segundo PMs, cerca de 300 pessoas participaram da reunião, entre policiais e familiares.

A decisão na noite deste sábado contou com a mediação do capitão Tadeu Fernandes, da Polícia Militar. Segundo ele, o principal argumento utilizado com os líderes do movimento foi a garantia dada pelo governo de não aplicar punições administrativas aos policiais que não retornaram ao trabalho. "Os líderes estavam querendo resolver essa questão. Eu fui apenas um mediador. Fui chamado para conversar com o comandante [coronel Alfredo Castro] e com os grevistas. Enquanto não conversasse com os líderes aqui, não teria solução", disse ao G1.

O policial militar Ivan Leite, que representava a categoria em greve, disse que a garantia de não haver punição administrativa foi fundamental. "As negociações continuam, mas ninguém estava ganhando com essa paralisação. Vamos parar por nossos irmãos baianos. Não é por causa do carnaval. Vamos fazer policiamento desde agora", declarou.

Após a assembleia, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, e o secretário de Comunicação do Estado, Robson Almeida, receberam a imprensa para fazer comunicado oficial sobre a manutenção da proposta do governo com relação ao reajuste de 6,5% e o pagamento escalonado das gratificações.

Interior
Policiais militares grevistas decidiram encerrar a paralisação no final da tarde desta sexta-feira nas cidades de Itabuna, Eunápolis, Teixeira de Freitas e Porto Seguro, segundo informações da Associação dos Praças Policiais Militares do extremo sul da Bahia (Apratef). PMs de Paulo Afonso, na região norte do estado, também decidiram encerrar a paralisação. Em Ilhéus, os grevistas continuam ocupando o 2º Batalhão da Polícia Militar. A juíza da Infância e Juventude já determinou a retirada das crianças que estão no local acompanhando os pais.

 

Desde o dia 31 de janeiro, quando a paralisação no estado começou, o movimento se estendeu para cidades no interior do estado. Em todas as regiões, houve mudanças na rotina dos moradores, com o fechamento de escolas, universidades, fóruns e outros órgãos públicos.

Clima ameno
Nesta manhã de sábado, baianos e turistas que circularam pelas ruas da capital encontraram  rotina normal nos serviços públicos e no comércio. O movimento nas praias é considerado normal. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou balanço com registro de 12 homicídios na sexta-feira (10), em Salvador e região metropolitana. Entre a madrugada e a manhã deste sábado, ocorreram dois assassinatos.

Mesmo com parte da corporação insistindo em manter as atividades paralisadas, a rotina de moradores e turistas em Salvador volta à normalidade. O cenário nas ruas neste sábado é de movimentação intensa, comércio aberto e praias cheias, bem diferente do que ocorreu no final de semana passado. A volta ao clima de tranquilidade começou após a desocupação do prédio da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, e com aprisão dos homens apontados como líderes do movimento. Na assembleia realizada na noite de sexta-feira, os grevistas decidiram continuar a paralisação que completa hoje 12 dias. O governo convocou os grevistas a retornarem ao trabalho, sob pena de corte no ponto e processo administrativo. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, declarou que, para para o comando, a greve já foi encerrada e 85% dos trabalhadores já assumiram seus postos. O governo do estadomanteve a proposta de 6,5% para os policiais.

Praia movimentada em Salvador neste sábado (Foto: Reprodução/TV Bahia)

As lojas abriram normalmente na manhã deste sábado, na Avenida Sete, principal centro comercial de rua em Salvador. Viaturas da Polícia Militar e homens do Exército atuaram na segurança. No Centro Histórico, turistas circulavam tranquilamente e trabalhadores encerram os últimos reparos na estrutura do carnaval, que vai começar na quinta-feira (16). Na Liberdade, um dos bairros mais populosos de Salvador, o comércio abriu e foi mantida a grande movimentação das compras típicas dos sábados. A praia da Barra, um dos principais cartões-postais da capital, ficou lotada durante toda a manhã.

Movimento
Terminou no início da noite de sexta-feira a reunião realizada pela Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), na Bahia. Durante encontro, PMs decidiram que a greve continua. A reunião aconteceu na sede do Sindicato dos Bancários, no bairro dos Aflitos, em Salvador. Cerca de 300 homens participaram da assembleia. No início da noite, representantes saíram cantando que a greve da Bahia continua.

Já o coronel Alfredo Castro disse que, para o Comando da Polícia Militar, a greve já não existe mais. "Tudo tem começo, meio e fim. Na minha ótica, o fim da greve está decretado. Existe uma pequena minoria que resiste à convocação do comando da PM", disse em entrevista coletiva.

"O que está acontecendo agora, a partir de hoje [sexta], é que o comando está tomando como ausência ao serviço e vai abrir um processo administrativo para avaliar as punições", afirmou. Entre as punições anunciadas, haverá corte nos pontos, que não terá caráter retroativo aos dias de greve. As associações envolvidas no movimento ainda se pronunciaram. Nova assembleia está marcada para o fim da tarde desta sexta-feira.

A greve da PM começou no dia 31 de janeiro, após decisão de integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). O presidente da entidade e ex-policial militar Marco Prisco foi preso na quinta-feira (9), durante desocupação do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia.

Carnaval
Durante entrevista na sexta-feira, o coronel da PM Alfredo Castro disse que o planejamento de segurança para o carnaval, que começa na quinta-feira (16), está preparado.

"Estamos passando por um momento de transição, o Exército fica no reforço do policiamento até essa transição acabar. O planejamento para o carnaval está mantido. Esse plano é feito sempre após o carnaval do ano anterior. Teremos o reforço de cerca de 3.200 policiais militares de cidades do interior. Serão deslocadas tropas como o Choque e unidades especializadas, como a Caatinga. O policiamento está garantido", afirmou.

Com Salvador em dia calmo, grupo de PMs em greve prepara assembleia

11/02/2012 13:30

 

O grupo que mantém parte do efetivo da Polícia Militar (PM) da Bahia em greve deve realizar nova assembleia neste sábado (11), no Sindicato dos Bancários, no centro da capital baiana. A reunião, prevista para ocorrer a partir das 16h, é promovida pela Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), cujo líder foi preso por suspeita de participar de atos de vandalismo.

Nesta manhã de sábado, baianos e turistas que circularam pelas ruas da capital encontraram  rotina normal nos serviços públicos e no comércio. O movimento nas praias é considerado normal. 

Mesmo com parte da corporação insistindo em manter as atividades paralisadas, a rotina de moradores e turistas em Salvador volta à normalidade. O cenário nas ruas neste sábado é de movimentação intensa, comércio aberto e praias cheias, bem diferente do que ocorreu no final de semana passado. A volta ao clima de tranquilidade começou após a desocupação do prédio da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, e com aprisão dos homens apontados como líderes do movimento. Na assembleia realizada na noite de sexta-feira (10), os grevistas decidiram continuar a paralisação que completa hoje 12 dias. O governo convocou os grevistas a retornarem ao trabalho, sob pena de corte no ponto e processo administrativo. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, declarou que, para para o comando, a greve já foi encerrada e 85% dos trabalhadores já assumiram seus postos. O governo do estadomanteve a proposta de 6,5% para os policiais.

Praia movimentada em Salvador neste sábado (Foto: Reprodução/TV Bahia)Praia movimentada em Salvador neste sábado
(Foto: Reprodução/TV Bahia)

As lojas abriram normalmente na manhã deste sábado, na Avenida Sete, principal centro comercial de rua em Salvador. Viaturas da Polícia Militar e homens do Exército atuaram na segurança. No Centro Histórico, turistas circulavam tranquilamente e trabalhadores encerram os últimos reparos na estrutura do carnaval, que vai começar na quinta-feira (16). Na Liberdade, um dos bairros mais populosos de Salvador, o comércio abriu e foi mantida a grande movimentação das compras típicas dos sábados. A praia da Barra, um dos principais cartões-postais da capital, ficou lotada durante toda a manhã.

Movimento
Terminou no início da noite de sexta-feira a reunião realizada pela Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), na Bahia. Durante encontro, PMs decidiram que a greve continua. A reunião aconteceu na sede do Sindicato dos Bancários, no bairro dos Aflitos, em Salvador. Cerca de 300 homens participaram da assembleia. No início da noite, representantes saíram cantando que a greve da Bahia continua.

Já o coronel Alfredo Castro disse que, para o Comando da Polícia Militar, a greve já não existe mais. "Tudo tem começo, meio e fim. Na minha ótica, o fim da greve está decretado. Existe uma pequena minoria que resiste à convocação do comando da PM", disse em entrevista coletiva.

"O que está acontecendo agora, a partir de hoje [sexta], é que o comando está tomando como ausência ao serviço e vai abrir um processo administrativo para avaliar as punições", afirmou. Entre as punições anunciadas, haverá corte nos pontos, que não terá caráter retroativo aos dias de greve. As associações envolvidas no movimento ainda se pronunciaram. Nova assembleia está marcada para o fim da tarde desta sexta-feira.

A greve da PM começou no dia 31 de janeiro, após decisão de integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). O presidente da entidade e ex-policial militar Marco Prisco foi preso na quinta-feira (9), durante desocupação do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia.

Carnaval
Durante entrevista na sexta-feira, o coronel da PM Alfredo Castro disse que o planejamento de segurança para o carnaval, que começa na quinta-feira (16), está preparado.

"Estamos passando por um momento de transição, o Exército fica no reforço do policiamento até essa transição acabar. O planejamento para o carnaval está mantido. Esse plano é feito sempre após o carnaval do ano anterior. Teremos o reforço de cerca de 3.200 policiais militares de cidades do interior. Serão deslocadas tropas como o Choque e unidades especializadas, como a Caatinga. O policiamento está garantido", afirmou.

'Na minha ótica, fim da greve está decretado', diz comandante da PM

10/02/2012 15:14
Entrevista coletiva do comandante da Polícia Militar da Bahia (Foto: Lílian Marques/G1)
Entrevista coletiva do comandante da Polícia Militar da Bahia
 

O comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Alfredo Castro disse na manhã desta sexta-feira (10) que, para o Comando da Polícia Militar, a greve já não existe mais. "Tudo tem começo, meio e fim. Na minha ótica, o fim da greve está decretado. Existe uma pequena minoria que resiste à convocação do comando da PM", disse em entrevista coletiva.

"O que está acontecendo agora, a partir de hoje, é que o comando está tomando como ausência ao serviço e vai abrir um processo administrativo para avaliar as punições", afirmou. Entre as punições anunciadas, haverá corte nos pontos, que não terá caráter retroativo aos dias de greve. As associações envolvidas no movimento ainda se pronunciaram. Nova assembleia está marcada para o fim da tarde desta sexta-feira.

Ainda segundo o comandante, um levantamento feito até as 9h desta sexta-feira apontava que 85% dos policiais militares já estavam nas ruas de Salvador e região metropolitana. Ele admitiu, no entanto, que em bairros do subúrbio da capital há ausência expressiva de policiamento. "Buscamos reforço de tropas de reserva como o Choque e unidades especializadas como a Caartinga", disse.

Trânsito é normal nas principais vias de Salvador nesta sexta-feira (9) (Foto: Reprodução/ TV Bahia)
Aos poucos, rotina na capital vai voltando ao normal
 

Sobre o interior do estado, o coronel Alfredo Castro informou que o comando das unidades da PM responsável pelo policiamento nas regiões oeste e norte da Bahia, afirmou que 80% do efetivo está trabalhando normalmente nesta sexta-feira. "No interior, 80% dos policiais já voltaram ao trabalho. Estamos fazendo intervenções em cidades do sul, como Ilhéus, Itabuna e Porto Seguro e Paulo Afonso, no norte, onde ainda o efetivo não é satisfatório para que o policiamento volte ao normal", disse o comandante da Polícia Militar.

A greve da PM começou no dia 31 de janeiro, após decisão de integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). O presidente da entidade e ex-policial militar Marco Prisco foi preso na quinta-feira (9), durante desocupação do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia.

 

Oficiais
Policiais militares filiados à Associação dos Oficiais da PM da Bahia (AOPMBA) se reuniram na noite de quinta e decidiram não aderir à greve de parte da categoria. "Nós estamos juntos com seis associações e todas são a favor do fim da greve, embora a proposta do governo, principalmente a questão salarial, não atenda às nossas necessidades", disse Edmilson Tavares, presidente da AOPMBA. Convocada em caráter extraordinário, a reunião teve 205 participantes: 151 votaram contra a greve e 54 foram favoráveis.

Também na noite de quinta-feira, a assessoria do governo do estado reafirmou que o governador Jaques Wagner não apresentará uma nova proposta aos PMs. De acordo com a Secom, não há orçamento para ceder um aumento superior aos 6,5% propostos. O pagamento das Gratificações por Atividade Policial, as chamadas GAPs, que estão entre as reivindicações dos grevistas, também só poderão ser pagas a partir de novembro deste ano.

Embora a Assembleia Legislativa tenha sido desocupada na manhã de quinta-feira, a greve foi mantida na Bahia. Policiais vinculados à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), grupo que liderava a ocupação, passaram o dia reunidos no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador.

 

Os oficiais da PM, que preferem negociar sem cruzar os braços, dizem colocar o bem da população em primeiro lugar. "Nossa intenção não é enfraquecer o movimento, mas não podemos paralisar nossas atividades prejudicando o povo baiano, o povo baiano já sofreu muito. Agora é momento de união, de reconstruir", disse Edmilson Tavares.

Tavares se mostrou surpreso ao ser informado por jornalistas, ao fim da reunião, que a categoria entrou em greve no Rio de Janeiro. "Não, o comando aderiu? Estou sabendo agora, mas infelizmente há uma orquestração dessas greves. Quando o movimento começou, sem a nossa participação, nós sempre fomos mediadores, e nós estamos assim, não podemos deixar o povo sofrer, nossa decisão foi em favor do povo", afirmou.

 

Carnaval
Durante a coletiva desta sexta, o coronel Alfredo Castro comentou sobre a permanência dos homens do Exército na capital baiana e também sobre o planejamento de segurança durante o carnaval, que começa na quinta-feira (16). "Estamos passando por um momento de transição, o Exército fica no reforço do policiamento até essa transição acabar. O planejamento para o carnaval está mantido. Esse plano é feito sempre após o carnaval do ano anterior. Teremos o reforço de cerca de 3.200 policiais militares de cidades do interior. Serão deslocadas tropas como o Choque e unidades especializadas, como a Caatinga. O policiamento está garantido", afirmou.

Após dez dias de greve da PM, Bahia registra 153 mortes

10/02/2012 15:10

No décimo dia de greve da PM, Salvador e região metropolitana já registram 153 homicídios desde a noite do dia 31, quando começou a paralisação, até a manhã desta sexta-feira (10). 

Os valores sinalizam um aumento de 106% em relação aos dez dias anteriores, período em que houve 74 mortes. O número mais crítico foi registrado na sexta-feira (3), quando 31 pessoas foram assassinadas na área.  

Por enquanto, a greve continua. Policiais militares da Bahia se reúnem novamente na tarde desta sexta-feira, no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, para definir os rumos da greve na Bahia. O novo encontro, que deve acontecer às 16h, foi marcado após a assembleia com entidades da PM terminar sem acordo para encaminhar ao governo e com um racha.

Além da prisão de Marco Prisco, líder da paralisação, e do escândalo por conta de gravações telefônicas, o movimento enfrenta agora uma divisão. A Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) decidiu não aderir à greve. A decisão foi tomada em reunião extraordinária da categoria na noite desta quinta-feira. 

A principal divergência entre PM e governo é sobre o pagamento da GAP 4, a Gratificação de Atividade de Policial. O governador do Estado, Jaques Wagner, propôs que o pagamento aconteça em novembro, mas os policiais querem que aconteça imediatamente. 

Policiais militares da Bahia se reúnem novamente na tarde desta sexta-feira (10), no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, para definir os rumos da greve na Bahia. O novo encontro, que deve acontecer às 16h, foi marcado após a assembleia com entidades da PM terminar sem acordo para encaminhar ao governo e um racha surgir entre os grevistas. 
 

Confira também

Além da prisão de Marco Prisco, líder da paralisação, e do escândalo por conta de gravações telefônicas, o movimento enfrenta agora uma divisão. A Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) decidiu na noite de quinta-feira não aderir à greve. A deisão foi tomada em reunião extraordinária da categoria. 

A principal divergência entre as associações da PM que mantém a greve e o governo é sobre o pagamento da GAP 4, a Gratificação de Atividade de Policial. O governador do Estado, Jaques Wagner, propôs que o pagamento aconteça a partir de novembro, de maneira escalonada (até 2015), mas os policiais querem o pagamento imediatamente.

Na terça-feira (7), líderes e governistas chegaram a se reunir. Depois de sete horas de conversas, eles não chegarem a um consenso. Desde então, as conversas tinham sido suspensas. 

Saída da Assembleia Legislativa

Na manhã desta quinta-feira, logo após deixarem o prédio da Assembleia Legislativa, os policiais militares se reuniram e decidiram continuar em greve.

Durante a desocupação do prédio público, que aconteceu de forma pacífica, o líder do movimento na Assembleia Legislativa, o ex-policial Marco Prisco, foi preso com outro líder grevista, Antônio Paulo Angelini. Os dois já tinham prisão decretada. Além deles, três PMS já haviam sido detidos e sete mandados estão em aberto.

Sem acordo e com racha, PMs se reúnem novamente nesta sexta-feira para definir rumos da greve

10/02/2012 15:07
GREVE REUNIÃO

Oficiais da Polícia Militar da Bahia se reúnem para definir paralisação na categoria

Policiais militares da Bahia se reúnem novamente na tarde desta sexta-feira (10), no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, para definir os rumos da greve na Bahia. O novo encontro, que deve acontecer às 16h, foi marcado após a assembleia com entidades da PM terminar sem acordo para encaminhar ao governo e com um racha.

Além da prisão de Marco Prisco, líder da paralisação, e do escândalo por conta de gravações telefônicas, o movimento enfrenta agora uma divisão. A Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) decidiu não aderir à greve. A decisão foi tomada em reunião extraordinária da categoria na noite desta quinta-feira. 

Leia mais notícias do R7

A principal divergência entre PM e governo é sobre o pagamento da GAP 4, a Gratificação de Atividade de Policial. O governador do Estado, Jaques Wagner, propôs que o pagamento aconteça em novembro, mas os policiais querem que aconteça imediatamente. 

Policiais militares da Bahia se reúnem novamente na tarde desta sexta-feira (10), no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador, para definir os rumos da greve na Bahia. O novo encontro, que deve acontecer às 16h, foi marcado após a assembleia com entidades da PM terminar sem acordo para encaminhar ao governo e um racha surgir entre os grevistas. 
 

 

Além da prisão de Marco Prisco, líder da paralisação, e do escândalo por conta de gravações telefônicas, o movimento enfrenta agora uma divisão. A Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPMBA) decidiu na noite de quinta-feira não aderir à greve. A deisão foi tomada em reunião extraordinária da categoria. 

A principal divergência entre as associações da PM que mantém a greve e o governo é sobre o pagamento da GAP 4, a Gratificação de Atividade de Policial. O governador do Estado, Jaques Wagner, propôs que o pagamento aconteça a partir de novembro, de maneira escalonada (até 2015), mas os policiais querem o pagamento imediatamente. 

Prefeito de Porto Seguro diz que Carnaval não será afetado
Bahia viveu seu "momento Iraque", diz Marco Maia

Na terça-feira (7), líderes e governistas chegaram a se reunir. Depois de sete horas de conversas, eles não chegarem a um consenso. Desde então, as conversas tinham sido suspensas. 

Saída da Assembleia Legislativa

Na manhã desta quinta-feira, logo após deixarem o prédio da Assembleia Legislativa, os policiais militares se reuniram e decidiram continuar em greve.

Durante a desocupação do prédio público, que aconteceu de forma pacífica, o líder do movimento na Assembleia Legislativa, o ex-policial Marco Prisco, foi presojunto com outro líder grevista, Antônio Paulo Angelini. Os dois já tinham prisão decretada. Além deles, três PMS já haviam sido detidos e sete mandados estão em aberto.

Aumento da violência 

O número de homicídios registrados no Estado da Bahia desde que policiais militares decretaram greve, na noite do dia 31 de janeiro, chegou a 136 na quarta-feira. De acordo com o boletim da Secretaria de Segurança Pública, atualizado às 19h15, sete pessoas foram assassinadas só nesta quarta. O dia mais crítico foi sexta-feira (3), quando 32 homicídios foram registrados.

Na comparação com os oito dias que antecederam a decretação da greve, o número cresceu 147%. Entre os dias 24 de janeiro e a noite do dia 31, 55 pessoas foram assassinadas no Estado.

Governo da BA não faz nova proposta, e parte da PM mantém greve

09/02/2012 22:22

 

O governador da Bahia Jaques Wagner não apresentará uma nova proposta aos PMs em greve, segundo informou a assessoria do governo do estado na noite desta quinta-feira (9). De acordo com a Secom, não há orçamento para ceder um aumento superior aos 6,5% propostos. O pagamento das Gratificações por Atividade Policial, as chamadas GAPs, que estão entre as reivindicações dos grevistas, também só poderão ser pagas a partir de novembro deste ano.

PMs decidem continuar em greve após assembleia na Bahia (Foto: Lílian Marques/ G1)

Embora a Assembleia Legislativa tenha sido desocupada nesta manhã após a permanência de grevistas desde o dia 31 de janeiro, a greve foi mantida durante todo o dia e até as 20h30 não tinha previsão de acabar. Policiais vinculados à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), grupo que liderava a ocupação, passaram o dia reunidos no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador. Por volta das 20h os policiais deixaram o local cantando 'A PM parou' e 'Uhu, a greve continua'. Após a manifestação, o grupo se dispersou.

O comandante geral da PM, Alfredo Castro, participou na noite desta quinta-feira de uma reunião com cerca de 200 dos 1.700 membros da Associação dos Oficiais da PM da Bahia (AOPMBA). O encontro é realizado a portas fechadas no Hotel Fiesta, em Salvador. De acordo com a assessoria da AOPMBA, o comandante Alfredo Castro foi favorável ao término da greve em seu discurso. O grupo de PMs  vota a adesão ou não ao movimento ainda nesta noite, informou a assessoria. 

Negociação
Na tarde desta quinta-feira, uma reunião foi realizada entre três entidades que representam policiais militares da Bahia para decidir sobre os rumos da greve após a desocupação do prédio da Assembleia Legislativa nesta manhã, mas terminou sem acordo para encerrar a paralisação, segundo o sargento Jackson Carvalho, presidente da Associação de Sargentos e Sub-tenentes de Polícia Militar. Em entrevista ao G1, o sargento disse que foi elaborada uma nova proposta, que vai ser levada ao governador para que seja aberta a negociação.

"Fizemos um documento, que já foi encaminhado ao governador Jaques Wagner, para melhorar a proposta. Queremos que a GAP IV [Gratificação de Atividade de Polícia] comece a ser paga em março, em vez de novembro [como o governo propôs]. Um percentual em março e o resto em novembro. O governo decide como será a divisão do percentual", afirma o sargento Jackson. O governo do estado não se pronunciou oficialmente sobre a retomada de negociações, e as entidades programaram uma entrevista coletiva para a noite desta quinta para detalhar a atual situação da greve.

No encontro, estiveram presentes representantes de três associações de classe e, segundo eles, também o comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Alfredo Castro.

Sobre a GAP V, outro benefício específico da classe, que tem sido pedido pelo movimento grevista, o sargento relata que eles querem redução do prazo para início do pagamento, sem especificar detalhes. O governo prometeu quitar a GAP V entre 2012 e 2015. Ainda de acordo com o sargento, eles agora aguardam a resposta do governo para avaliar o fim da greve.

Além da reunião entre as entidades, cerca de 500 manifestantes, incluindo policiais que estavam na Assembleia Legislativa desde o dia 31, também discutem em um ginásio da capital baiana os rumos da greve.  

GAPs serão votadas

O governo da Bahia afirmou irá enviar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa da Bahia, em Salvador, com as datas e os valores do pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP) IV e V, segundo informações da Secretaria da Casa Civil. A gratificação é um dos principais pontos de negociação entre o governo e os PMs.

Não há definição de quando o projeto de lei será votado pelos deputados estaduais, que retomam as atividades no dia 15 de fevereiro. Segundo o governo, o projeto é tratado como prioritário e deve ser votado já no primeiro dia de funcionamento do legislativo.

Desocupação da Alba
O prédio da Assembleia Legislativa da Bahia, em Salvador, foi liberado na manhã desta quinta-feira (9). O ex-policial militar Marco Prisco, considerado líder do movimento, e o policial Antônio Angelim deixaram o local presos.

A saída dos manifestantes e as prisões ocorreram após o Jornal Nacional divulgar, na quarta-feira (8), conversas gravadas entre os chefes dos PMs grevistas na Bahia que mostram acertos para realização de ações de vandalismo em Salvador.

O líder da Aspra, Marco Prisco, foi flagrado em ao menos um dos telefonemas. Tanto ele quanto Angelim estavam na lista dos 12 integrantes do movimento que eram alvo de mandados de prisão. Até esta manhã, cinco foram presos.

Mensagens de celular mostram novas conversas de líder da greve na BA

09/02/2012 22:19

 

Policiais militares em greve na Bahia desocuparam o prédio da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (9). A saída dos PM do prédio ocorreu nove horas depois de o Jornal Nacional ter divulgado conversas telefônicas gravadas com autorização da Justiça em que o líder da greve combina atos de vandalismo com outro grevista.

As mulheres foram as primeiras a deixar a Assembleia Legislativa pouco depois das 6h da manhã desta quinta-feira (9). Em seguida, saíram os policiais grevistas.

Quem não tinha mandado de prisão pôde ir para casa. A grande expectativa era para a saída do ex-policial Marco Prisco, presidente da associação que convocou a greve. Ele aparece em imagens conversando com um militar do Exército.

Para que o prédio fosse desocupado pelos grevistas, Prisco fez uma exigência e foi atendido. Ele quis deixar a Assembleia pelos fundos do prédio, longe da imprensa. Prisco e o policial Antônio Angelini, que também tinha mandado de prisão, foram conduzidos por agentes federais.

Os dois foram levados para o quartel da Polícia do Exército e depois, para um presídio em salvador.

O homem que comandou a invasão da Assembleia Legislativa foi exonerado da PM em 2001, depois de ter se envolvido com uma outra greve. Já foi candidato a deputado estadual pelo PTC, Partido Trabalhista Cristão, mas não se elegeu. Hoje, é filiado ao PSDB.

Nos últimos dias, ele foi flagrado em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. Em uma delas, conversa com o ex-policial David Salomão, que também participava da greve.

Veja abaixo parte do diálogo
Prisco - Desce toda a tropa pra cá meu amigo. Caesg e vocês. Desce todo mundo para Salvador, meu irmão. Tô lhe pedindo pelo amor de Deus, desce todo mundo para cá...
David Salomão - Agora?
Prisco - Agora, agora. Embarque...
David Salomão - Eu vou queimar viatura. Eu vou queimar duas carretas na Rio-Bahia agora...
Prisco - Fecha a BR aí, meu irmão. Fecha a BR.

Nesta quinta, David Salomão, se justificou. “As gravações nós já sabíamos que estavam sendo monitoradas. E, no intuito de impedir que o governo invadisse a Assembleia e derramasse sangue de policiais inocentes, nós falamos que iríamos mobilizar e parar a Rio- Bahia. Quero deixar bem claro que não houve crime”, disse.

Para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, as gravações exibidas ontem pelo Jornal Nacional são comprometedoras. "Todas as evidências, e particularmente os áudios mostram claramente a conexão entre atos de vandalismo, crime e articulação do movimento grevista por algumas das lideranças. Isso me parece evidente que uma verdadeira organização criminosa que articulava a greve e ações na Bahia, que articulava açõe a serem desencadeadas no Rio de Janeiro e em outros estados estava sendo formada, estava sendo constituída”, disse.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, do PT, disse que espera fechar um acordo para o fim da paralisação. "A minha palavra agora é muito serena e de paz, de convocação para que todos os policiais militares voltem e tenham confiança no governador que meu esforço será cada vez mais de recuperar e valorizar a Polícia Militar do estado da Bahia.

Ontem, foi presa administrativamente uma PM que teve mensagens de celular interceptadas com autorização da Justiça. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, na terça-feira passada, Jeane Batista de Souza mandou recados para o ex-policial Marco Prisco sugerindo que grevistas invadissem o batalhão de guardas, onde ela trabalha.

A policial disse que o batalhão podia ser tomado pela avenida Gal Costa, onde tem uma escadaria que dá acesso a uma guarita.
“web: o bg pode ser tomado pela av.gal costa (pistao), tem uma escadaria que da acesso a guarita 06, segue a direita, sgt”

Disse que ficavam apenas dois sargentos no local. E que 15 homens armados poderiam render a guarnição.
“web: ficam apenas 2 sgt, 1 pagando armas de 19:40min a 20:00hs.oefetivo e muito pouco:15homens armados rendea guarnicao sgt”

E sugeriu que se os invasores apresentassem a identidade de militar não precisaria ter troca de tiros, nem violência porque, segundo ela, todos são irmãos e estão no mesmo barco.
“web: se apresentarem a id de de militar nao precisa ter troca de tiros, nem violencia,pois somos irmaos e o mesmo barco”

Oficialmente, a greve da PM não acabou. Representantes de associações de policiais se reuniram à tarde em assembleia para discutir os rumos da paralisação.

Assembleia da PM termina sem acordo para o governo da Bahia

09/02/2012 20:24

 

saida-grevistas-bahia-HG

 

A assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (9) em Salvador (BA), com entidades que representam a Polícia Militar, acabou sem um acordo para encaminhar ao governo do Estado. Até as 19h, nenhum documento havia sido enviado ao governador Jaques Wagner.

 As conversas haviam sido suspensas desde a terça-feira (7), após as partes se reunirem por cerca de sete horas e não chegarem a nenhum acordo.

Quatro entidades representantes dos policiais estão reunidas com os negociadores da Secretaria de Segurança Pública neste momento, no Comando da Polícia Militar, para tentar um acordo sobre o pagamento de gratificações.

Na manhã de desta quinta-feira, logo após deixarem o prédio da Assembleia Legislativa, os policiais militares se reuniram e decidiram continuar em greve.

O governo ofereceu o pagamento escalonado das gratificações de atividade policial, a partir de novembro deste ano. A proposta apresentada na terça-feira, que não foi aceita pelos grevistas, previa o pagamento da gratificação até o final de 2013 e outra parte até o fim de 2015. 

Os grevistas continuam recusando a proposta. Querem o pagamento em março deste ano e a outra parte em março de 2013. A pressão agora é maior das associações que incluem os oficiais.

Elas farão uma assembleia, às 18h, para decidir se entram em greve.


O líder do movimento na Assembleia Legislativa, o ex-policial Marco Prisco, foi preso nesta manhã após deixar o prédio. Outro líder grevista Antônio Paulo Angelini também foi preso.

 

Os dois já tinham prisão decretada. Além deles, três PMS já haviam sido detidos e sete mandados estão em aberto.

Após reunião, PMs da BA fazem nova proposta de negociação com governo

09/02/2012 18:24

 

A reunião entre três entidades que representam policiais militares da Bahia para decidir sobre os rumos da greve após a desocupação do prédio da Assembléia Legislativa, nesta quinta-feira (9), terminou sem acordo para encerrar a paralisação, segundo o sargento Jackson Carvalho, presidente da Associação de Sargentos e Sub-tenentes de Polícia Militar, por volta das 17h. Em entrevista ao G1, o sargento disse que foi elaborada uma nova proposta, que vai ser levada ao governador para que seja aberta a negociação.

"Fizemos um documento, que já foi encaminhado ao governador Jaques Wagner, para melhorar a proposta. Queremos que a GAP IV [Gratificação de Atividade de Polícia] comece a ser paga em março, em vez de novembro [como o governo propôs]. Um percentual em março e o resto em novembro. O governo decide como será a divisão do percentual", afirma o sargento Jackson. O governo do estado não se pronunciou oficialmente sobre a retomada de negociações, e as entidades programaram uma entrevista coletiva para a noite desta quinta para detalhar a atual situação da greve.

No encontro, estiveram presentes representantes de três associações de classe e, segundo eles, também o comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Alfredo Castro.

Sobre a GAP V, outro benefício específico da classe, que tem sido pedido pelo movimento grevista, o sargento relata que eles querem redução do prazo para início do pagamento, sem especificar detalhes. O governo prometeu quitar a GAP V entre 2012 e 2015. Ainda de acordo com o sargento, eles agora aguardam a resposta do governo para avaliar o fim da greve.

Além da reunião entre as entidades, cerca de 500 manifestantes, incluindo policiais que estavam na Assembleia Legislativa desde o dia 31, também discutem em um ginásio da capital baiana os rumos da greve.  

Paralização da PM encerra em sete municípios da Bahia

09/02/2012 18:21

A paralização que já durava aproximadamente dez dias em quase todo o estado pode já estar próxima do fim. Na manhã desta quinta-feira (9), sete municípios do interior da Bahia decidiram encerrar o período grevista da Polícia Militar. Em entrevista ao jornal Correio, o comandante da 34ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Brumado, o major Arthur Mascarenhas, as viaturas da PM já voltaram a transitar normalmente nas cidades, por volta das 10h. De acordo com as informações do major, todo o efetivo da Polícia Militar já retornou às atividades nas ruas de Brumado, Guanambi, Macaúbas, Livramento de Nossa Senhora, Ibotirama e Poções. "A greve foi encerrada nessas seis cidades por conta de uma deliberação do comando geral, que informou que o movimento teria acabado", afirma o comandante. Além destes municípios, policiais militares de Campo Formoso voltaram a trabalhar normalmente nesta quinta (9) e as viaturas já circulam nas ruas.

 

 

Greve da PM chega ao fim em Brumado

 

Ao contrário dos policiais militares grevistas ligados ao movimento que ocupou a Assembleia Legislativa, a PM de Brumado, no sudoeste do estado, resolveu encerrar a greve que durou seis dias no município, de acordo com informações do Brumado Notícias. O major Arthur Mascarenhas, da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), comunicou o encerramento da paralisação após reunião com os soldados. Algumas viaturas já foram vistas em circulação na cidade.

Após desocupação na BA, grevistas se reúnem e grupos discutem greve

09/02/2012 15:25

 

Três entidades que representam os policiais militares da Bahia se reuniram em Salvador nesta quinta-feira (9) para discutir os rumos da paralisação e a possibilidade de um acordo sobre reajuste salarial. Nesta manhã, grevistas desocuparam a sede  Assembleia Legislativa do estado, que estava tomada desde 31 de janeiro. Dois líderes do movimento deixaram o local presos.

Além da reunião entre as entidades, cerca de 500 manifestantes, incluindo policiais que estavam no prédio ocupado, também discutem em um ginásio da capital baiana os rumos da greve. Até o começo desta tarde, o governo do estado não havia se pronunciado oficialmente sobre a retomada de negociações.

“Queremos terminar [a greve] hoje de qualquer jeito”, disse ao G1 o sargento Jackson Carvalho, presidente da Associação de Sargentos e Sub-tenentes de Polícia Militar, na manhã desta quinta. O sargento está reunido com representantes das associações que participaram das rodadas de negociação com o governo da Bahia durante a greve dos policiais militares.


Novo ponto de protesto

Segundo o sargento,  a categoria busca "ajeitar os últimos detalhes" das propostas em negociação. "Estamos discutindo o assunto. Parte da categoria acha viável [a proposta do governo] e parte não acha. Eles [governo] só querem a GAP [Gratificação de Atividade de Polícia] IV para novembro e queremos para março. Eles [governo] querem implementar a GAP V até 2015, queremos conseguir adiantar para 2014. Não queremos manter nada, sim dissolver, acabar", afirma.

Vários dos PMs que ocupavam a Assembleia até a manhã desta quinta se juntaram a outros manifestantes em um ginásio do Sindicato dos Bancários, em Salvador. Eles são ligados à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra). O grupo não permitiu que a imprensa entrasse no local, mas a estimativa é de que haja 500 pessoas.

Eles entoam gritos em defesa dos PMs e falam em manutenção da paralisação. Segundo o deputado federal Capitão Tadeu, que defende o grupo, a greve ainda não acabou. Um dos soldados grevistas, que faz parte da Justa Reserva da PM e não quer se identificar, conta que o fim da greve depende de o governo acatar o pedido de não punição irrestrita aos grevistas e o pagamento imediato dos benefícios. Segundo ele, o ato de deixar a Assembleia foi uma medida preventiva, por receio de confronto com as Força Armada e Força Nacional de Segurança.

"Todo mundo aceitou, para não ter derramamento de sangue. Prisco lembrou a guerra de Canudos, dizendo que teve muita perda e que a maioria era pai de família. Disse que ia se entregar, mas que a greve continua. Foi stress total lá dentro, ninguém aguentava mais a pressão. Todo mundo armado, tanto nós, quanto lá fora", relatou.

A greve dos PMs na Bahia começou em 31 de janeiro e o governo do estado solicitou auxílio da Força Nacional de Segurança e do Exército para fazer o patrulhamento nas ruas e cercar o prédio da Assembleia, que havia sido tomado pelos grevistas.

GAPs serão votadas

O governo da Bahia afirmou irá enviar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa da Bahia, em Salvador, com as datas e os valores do pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP) IV e V, segundo informações da Secretaria da Casa Civil. A gratificação é um dos principais pontos de negociação entre o governo e os PMs.

Não há definição de quando o projeto de lei será votado pelos deputados estaduais, que retomam as atividades no dia 15 de fevereiro. Segundo o governo, o projeto é tratado como prioritário e deve ser votado já no primeiro dia de funcionamento do legislativo.

Desocupação da Alba

O prédio da Assembleia Legislativa da Bahia, em Salvador, foi liberado na manhã desta quinta-feira (9). O ex-policial militar Marco Prisco, considerado líder do movimento, e o policial Antônio Angelim deixaram o local presos.

A saída dos manifestantes e as prisões ocorreram após o Jornal Nacional divulgar, na quarta-feira (8), conversas gravadas entre os chefes dos PMs grevistas na Bahia que mostram acertos para realização de ações de vandalismo em Salvador.

O líder da Aspra, Marco Prisco, foi flagrado em ao menos um dos telefonemas. Tanto ele quanto Angelim estavam na lista dos 12 integrantes do movimento que eram alvo de mandados de prisão. Até esta manhã, cinco foram presos.

Reunião entre governo e sindicatos de PMs termina sem avanço, diz OAB

07/02/2012 17:10

 

Reunião com arcebispo de Salvador (Foto: Divulgação/Secom)Reunião sobre greve conta com presença de Dom
Murilo Krieger 

Após seis horas de tentativa de negociação entre sindicatos de PMs e governo, reunião termina sem avanços, na tarde desta terça-feira (7). A informação foi confirmada pelo presidente da OAB da Bahia, Saul Quadros.

"As negociações foram interrompidas depois de 24h, não chegamos a evoluir. A mesma proposta apresentada agora foi a do início da manhã. Lamentavelmente não chegamos a uma negociação", disse.

  O encontro aconteceu na Residência Episcopal do arcebispo de Salvador e primaz do Brasil Dom Murilo Krieger, que participou efetivamente da tentativa de negociação.

Desde a segunda-feira (6), Dom Murilo Krieger, atua na intermediação entre os interesses do governo e de entidades sindicalistas dos policiais militares grevistas.

A reunião é formada pelo presidente da OAB da Bahia, Saul Quadros; o secretário da Casa Civil, Rui Costa; o secretário da Administração do Estado, Manoel Vitório; o comandante geral da PM, Cel. Valter Medeiros, Rui Moraes da Procuradoria Geral do Estado e os representantes das associações dos policiais: APPM, Associação da Força Invicta, Associações de Jequié e Itaberaba.

De acordo com a Arquidiocese, as entidades apresentam os pontos deliberados na primeira reunião a membros das bases e o objetivo agora é que esses representantes retornem com as impressões e avaliações dos sindicalistas. A Arquidiocese reitera que Dom Murilo se colocou à disposição tanto para o governo quanto para os sindicalistas.

 

Em relação à proposta que tem sido discutida nos encontros, o governo afirma que, na reunião de segunda, apresentou o cronograma para pagamento escalonado da Gratificação de Atividade Policial (GAP) IV e V.

Proposta do governo


Wagner afirmou também estar disposto a conceder o pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP) de nível 4, a principal exigência do movimento, mas diz não ter recursos para que o pagamento seja feito imediatamente.O governador da Bahia, Jaques Wagner, afirmou na manhã desta terça, em entrevista ao Bom Dia Brasil, que asnegociações para o fim da greve dos policiais militares no estado avançamdesde a tarde de segunda-feira, quando tropas do Exército e da Força Nacional cercaram a Assembleia Legislativa, em Salvador, onde os grevistas estão abrigados.

A proposta levantada por ele é de que o valor da gratificação seja pago de forma diluída ao longo dos três próximos anos. Atualmente, os policiais recebem a gratificação de nível 3 e o salário do soldado varia entre R$ 1.900 e R$ 2.300.

“Nós, ao longo de cinco anos, concedemos 30% de aumento real. E eu tenho limite na folha. As negociações são em torno desse valor, da chamada GAP 4 e eventualmente até da GAP 5, mas evidentemente isso terá que ser partilhado ao longo de 2013, 2014 e até 2015. Se for para pagar alguma coisa imediatamente agora, não há menor espaço, porque eu não tenho espaço fiscal para fazê-lo", afirmou o governador.

Negociações

 

 Segundo ele, as negociações para o fim da paralisação começaram às 16h30 de segunda e se estenderam até as 2h desta terça-feira. As conversas para o fim do movimento devem ser retomadas nesta manhã, a partir das 10h.

"Eu posso lhe garantir que uma negociação que começou às quatro e meia da tarde e se estendeu até as duas e meia da manhã, é um ótimo sinal. Quando as coisas não andam, as negociações se interrompem rapidamente", disse. "A extensão da reunião é um sinal de que estamos no caminho de encontrar uma saída negociada”, acrescentou.

 

Anistia

Conceder anistia seria um salvo-conduto (para atos criminosos).", afirmou."O meu chamamento é aos profissionais da segurança pública, que não deixem a população a descoberto. A nossa missão é a missão de garantir a segurança pública e nós devemos fazê-lo mesmo em momentos em que a gente está pedindo maior salários. Eu insisto que o Carnaval está chegando, nosso interesse é que rapidamente se bata o martelo na mesa de negociação e eu tenho convicção de que isso vai acontecer", acrescentou Wagner.O governador descartou conceder anistia aos grevistas que realizaram o que chamou de “atos criminosos”, mas minimizou os atritos com o que chamou de “profissionais da segurança pública”, procurando convocar os PMs a "garantir a segurança da população durante o Carnaval". "Anistia se concede em um regime de exceção e de guerra, e estamos em uma democracia.

Governo da Bahia espera que a greve da PM acabe nesta terça-feira

07/02/2012 16:06

 

PM

O governador do Estado da Bahia, Jaques Wagner, espera que a greve da Polícia Militar termine nesta terça-feira (7). 

De acordo com a assessoria de imprensa do governador, Wagner está reunido desde as 10h desta terça-feira com representantes da Polícia Militar e apresenta propostas, como aumento de 6,5% de salário, mais uma gratificação por trabalho policial gradativo até 2014. O governo ainda informou que não tem condições de assumir estes aumentos imediatamente. 

A assessoria ainda disse que a questão da anistia aos profissionais que aderiram à greve é o grande impasse nas negociações, já que nenhum dos lados quer ceder. Porém, as negociações com as associações de policiais militares estão avançando e, por isso, há a expectativa do fim da greve. 

Houve uma negociação nesta segunda-feira (6), que durou mais de dez horas, porém sem acordo. 

Os militares acampam na Assembleia Legislativa. Pelo menos dois líderes grevistas que tiveram a prisão decretada estão dentro do prédio e a Polícia Federal disse que vai cumprir os mandados.

Nesta manhã, o efetivo de militares na área aumentou para 1.038 homens. Segundo o tenente-coronel Cunha, o aumento ocorreu para que os funcionários possam transitar livremente na região. Ele também garantiu que todos os que quiserem deixar o prédio terão caminho livre. 

No sétimo dia de greve, o número de mortos no Estado causado pela violência já passou de cem, segundo o boletim divulgado pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Estado. Só na segunda, foram registrados quatro homicídios. 
 

Os números são contabilizados desde o início da greve da Polícia Militar, no dia 1º de fevereiro. O recorde de homicídios ocorreu no dia 3, quando foram registradas 32 mortes no Estado. 

 

Número de mortos na Bahia sobe para 93

07/02/2012 10:11

salvador greve

O número de mortos na Bahia causado pela onda de violência após a greve da Polícia Militar subiu para 93 na manhã desta segunda-feira (6), segundo o último boletim divulgado pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Estado. Só nesta segunda, foram registrados quatro homicídios. 

Os números são contabilizados desde o início da greve da Polícia Militar, no dia 1º de fevereiro. O recorde de homicídios ocorreu no dia 3, quando foram registradas 32 mortes no Estado. 

Nesta manhã, um ônibus escolar foi incendiado no centro industrial, em Salvador, durante a onda de violência por causa da greve. O coletivo seguia para Lauro de Freitas, na região metropolitana, com crianças e adolescentes, quando começou a pegar fogo. 

Todos deixaram o ônibus antes que a situação piorasse, mas ninguém ficou ferido. A onda de violência assusta os moradores da Bahia há sete dias. Os policiais grevistas estão acampados na Assembleia Legislativa do Estado e cerca de 1.000 homens do Exército cercam o local. 

No local, policiais militares grevistas acampam, junto de suas famílias, desde 31 de janeiro. O objetivo do Exército é cumprir os 11 mandados de prisão expedidos pela Justiça baiana contra os líderes do movimento, que estão no local, para, então, desocupar o prédioa
Além do Exército, homens da Caatinga e da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar estão nas proximidades. Segundo o tenente-coronel Cunha, ainda não há previsão de início para ação.

 

O abastecimento de energia elétrica do edifício foi cortado, por volta das 19h deste domingo (5), e as tropas federais fecharam o entorno da Assembleia, usando, entre outros veículos, os blindados Urutu do Exército e helicópteros. A iluminação de alguns pontos do prédio e dos holofotes instalados do lado externo é mantida por geradores de energia, usados apenas em casos de emergência.

Os policiais grevistas dizem não querer confronto com as tropas do Exército ou com os 40 integrantes do Comando de Operações Táticas da Polícia Federal (PF), que chegaram a Salvador para cumprir os mandados de prisão, mas avisam que responderão a eventuais atos de violência com violência. 

Os grevistas não aceitam a proposta do governo, que é de 6,5% de aumento, retroativo ao salário de janeiro de 2012. 

Músico do Olodum é morto em tentativa de assalto na porta de casa

03/02/2012 17:40
 

Músico do Olodum é morto em tentativa de assalto na porta de casa

Denilton Cerqueira, 34 anos

 O percussionista da banda Olodum, Denilton Souza Cerqueira, de 34 anos, foi morto a tiros na porta de casa, em Salvador,  durante uma tentativa de assalto madrugada de sexta-feira (2), segundo informações do posto policial do Hospital Roberto Santos. Dois homens armados a bordo de uma motocicleta abordaram a vítima na porta da casa dele, localizada no bairro da Mata Escura, por volta das 20h, de quinta-feira, 2.

A dupla tentou assaltar o percussionista, que foi baleado pelos motociclistas na cabeça e nas costas. De acordo com uma amiga da vítima, Denilton chegou a ser socorrido para o Hospital Roberto Santos por familiares, mas não resistiu aos ferimentos e morreu .  O corpo de Denilton foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde deve passar por um exame de necrópsia antes de ser liberado para a família.

NETO SUGERE MEDIADOR PARA ACOMPANHAR GREVE DE PMS

03/02/2012 17:24
 

NETO SUGERE MEDIADOR PARA ACOMPANHAR GREVE DE PMS


.
Líder do Democratas na Câmara Federal, o deputado ACM Neto solicitou hoje (2) ao Ministério da Justiça e à Força Nacional de Segurança que acompanhe atentamente o desenrolar da greve de parte da PM baiana, que começa a ganhar proporções preocupantes para a sociedade.
Neto sugeriu, inclusive, que o ministério envie um representante isento para atuar como mediador, “já que o governo do estado está mais preocupado em minimizar a manifestação do que em dialogar com os policiais, que reivindicam melhores condições de trabalho”.

“Às vésperas do Carnaval, vejo que a situação está se agravando. Novas entidades ligadas aos PMs estão aderindo ao movimento, a exemplo da Associação de Policiais Militares da Bahia (APPM), a mais representativa da categoria. No interior, o movimento grevista também ganha força. Enquanto isso, o governo se recusa a dialogar francamente com os policiais e gasta todas as forças na estratégia de usar a imprensa para fingir que nada está acontecendo e que a situação pode se agravar”, disse Neto.

O deputado afirmou que o governador Jaques Wagner deveria tratar o problema com “mais seriedade e menos partidarismo”. “Não adianta dizer que o movimento dos PMs é político ou eleitoral, pois o problema da segurança pública na Bahia é uma realidade. Os índices de criminalidade subiram drasticamente no governo Wagner, que não investiu em segurança como deveria. Aliás, Wagner se colocou, inclusive, contra melhorias nas condições de trabalho dos PMs, quando se posicionou contra a votação da PEC 300 no Congresso”, lembrou.

NEGOCIAÇÕES – Para Neto, “o governador tinha que assumir a frente das negociações com o movimento grevista”. “Não podemos brincar com a vida das pessoas, governador”, advertiu o parlamentar. Ele considerou justas as reivindicações dos policiais, que querem um reajuste de 17%, incorporação de gratificações, auxílio acidente e insalubridade. “Quem não lembra que Wagner se elegeu mostrando o contra-cheque de policiais e prometendo melhorar as condições de trabalho da categoria?”, questionou ACM Neto.

2,6 MIL HOMENS DA FORÇA NACIONAL E EXÉRCITO FARÃO PATRULHAMENTO NA BAHIA

03/02/2012 17:20

2,6 MIL HOMENS DA FORÇA NACIONAL E EXÉRCITO FARÃO

PATRULHAMENTO NA BAHIA

150 Homens da Força Nacional já em Salvador ontem à noite.

O governo baiano anunciou hoje a chegada de 650 homens da Força Nacional de Segurança e de 2.000 homens do Exército para o reforço da segurança pública com o recrudescimento da greve na Bahia.

A presença da Força Nacional e do Exército foi solicitada pelo governador estadual ao Ministério da Justiça.  Parte dos 2.650 homens chega nesta sexta-feira. No final da noite de ontem, 150 homens da Força Nacional chegaram a Salvador. A Força Nacional é composta por homens das polícias militares de vários estados brasileiros.

A adesão à greve dos PMs é total nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itabuna. Os policiais atendem apenas em casos urgentes e parte do efetivo faz a segurança de hospitais e presídios. Em Itabuna, os policiais militares estão aquartelados desde ontem à noite (confira aqui).

ITABUNA

03/02/2012 17:12

ITABUNA: CLIMA DE TENSÃO NO CENTRO DA CIDADE


.

O clima é de tensão neste momento no centro de Itabuna, os comerciantes estão fechando suas lojas e existe uma grande movimentação nos pontos de ônibus e no trânsito. Muitas pessoas indo para suas residências.

O motivo é a greve da PM e o medo de arrastões pelo centro da cidade. Existe o medo que em função da greve da PM vários crimes sejam realizados na cidade.

.

.

ALELUIA: POVO BAIANO PROVA VENENO DO PT COM GREVE DA PM

03/02/2012 16:51

ALELUIA: POVO BAIANO PROVA VENENO DO PT COM GREVE DA PM


.
“Desce do helicóptero, Wagner. Vê se toma pé do caos em que está a Bahia. Se, em Salvador, a greve da Polícia Militar já causa inúmeros distúrbios, a situação se agrava no interior, onde o contingente policial é bem menor. Em Feira de Santana e Itabuna, o comércio e os bancos fecharam, os ônibus foram recolhidos às garagens e já se fala até em tiroteios com mortes”, alerta o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia.

O líder oposicionista cobra uma atitude do governador Jaques Wagner. “O governador e seu partido bancaram a greve da Polícia Militar em 2001, que tantos transtornos e prejuízos causaram à população. E agora não sabem negociar o fim da paralisação atual. Infelizmente não é Wagner que está provando do próprio veneno, como diz o dito popular. É o povo da Bahia que está provando do veneno do PT”, afirma Aleluia.

INAUGURAÇÃO DA SEDE DA ASSOCIAÇÃO UNIÃO DOS PRODUTORES RURAIS DA BARRA DA MAMONEIRA (Ruinha) EM BOA NOVA.

29/01/2012 15:34

AETE MEIRA

PARTICIPA DE INAUGURAÇÃO

DA SEDE DA ASSOCIAÇÃO

UNIÃO DOS PRODUTORES RURAIS

 BARRA DA MAMONEIRA (Ruinha) EM

BOA NOVA

 

 



 

 Neste sábado (28), foi inaugurada a Sede da Associação de agricultores da Ruinha, localidade rural do Município de Boa Nova, que contou com a presença de dezenas de pessoas, estavam presentes também os  Vereadores Jurimar, Juarez, Ninha e diversas lideranças da região juntamente com o Pré-candidato a prefeito de Boa Nova AETE MEIRA

 Os Senhores Jovenildo e Orlando Ribeiro presidente e tesoureiro da associação, fizeram os seus discursos emocionados, pois para eles esta vitória deve-se ao grande esforço luta e Fé em Deus, pois com o grande apoio da comunidade conseguiram construir a sede da associação.

Dilma na Bahia

29/01/2012 09:40

DILMA NA BAHIA

A presidente Dilma Rousseff participa neste domingo (29), em Salvador, da cerimônia do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. O evento será realizado às 17h, com a presença do governador Jaques Wagner, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa, Campo da Pólvora.

Na segunda-feira (30), Dilma e Wagner vão a Camaçari, onde a presidente assina às 9h30, na Cidade do Saber, a ordem de serviço para revitalização urbanística da Bacia do Rio Camaçari. As obras contam com investimento de aproximadamente R$ 274 milhões e fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento II, beneficiando 90 mil moradores.

Rita Lee foi detida pela polícia após show de despedida em Aracaju

29/01/2012 09:22

Rita Lee foi detida pela polícia após show de despedida

em Aracaju

A roqueira Rita Lee prestou depoimento na delegacia acusada de fazer apologia a maconha e desacatar a polícia sergipana

A cantora Rita Lee, 67, foi detida sábado (28), após o seu  show de despedida dos palcos, em Aracaju (SE). Ao avistar policiais na plateia, ela declarou que não os queria em sua apresentação. “Vocês são legais, vão lá fumar um baseadinho.” Ao se aproximarem do palco, os policiais foram xingados pela cantora de “cavalo”, “cachorro”e “filho da puta”. “Sobe aqui”, dizia Rita a eles, desafiando-os. Ela fez o show até o final para depois ser encaminhada a  uma delegacia. Rita Lee se apresentou no  Festival Verão Sergipe, em Atalaia Nova  e declarou que esse seria seu último show.

O governador Marcelo Déda (PT) estava no show e disse ter testemunhado “um espetáculo deprimente” por parte de Rita. “A polícia não tinha feito nenhum tipo de ação que justificasse [a atitude da cantora]“, declarou Déda. Para o governador, a cantora tentou colocar o público, estimado em 20 mil pessoas pela organização, contra os policiais, o que poderia levar a uma “confusão generalizada”, segundo ele.

O tenente-coronel Adolfo Menezes, responsável pelo policiamento do evento, afirmou que boletim de ocorrência foi realizado e o delegado responsável deverá “lavrar o flagrante”. O boletim de ocorrência foi tipificado como “desacato e apologia ao crime ou ao criminoso (art. 287)”. “A sensatez falou mais alto no momento, por isso a polícia não parou o show”, disse.

No Twitter, Beto Lee, filho de Rita, protestou: “A policia de Aracaju levou minha velha para a delegacia. Bando de frouxo”. A própria cantora tuitava ao lado dos policiais: “Tô indo p/ a delegacia…a polícia d Aju ñ gosta d mim mas Sergipe gosta, estou dentro do carro, eles estaaoentravv [sic]”

 

Ipiau

28/01/2012 09:15

Jovem de Ipiaú participa de um Filme com o Ator da Globo Tuca Andrade

A ipiauense Mariana Almeida participa como figurante do filme “A Pelada”, que está sendo rodado em Aracajú e que conta no elenco como atração com o ator Tuca Andrada, que recentemente participou da novela Cordel Encantado, da Globo, no papel do cangaceiro Zóio Furado.A bela jovem, que foi selecionada entre várias outras da sua faixa etária, receberá cachê pela participação e ajuda de custo financiada pela prefeitura da cidade de Estância.Mariana, filha dos comerciários Miguel Rafael e Alda Regina ( moradores da rua Jaldo Reis ), tem carisma de atriz e pode estar encontrando nesta figuração um grande incentivo para seguir carreira na arte dramática.

A produção

No filme, Tuca Andrada faz uma participação especial como Tio Gilvan. “A Pelada” está sendo gravado em Aracaju desde o dia 18 de janeiro, é protagonizado pelos atores Kika Farias e Bruno Pêgo, e tem grande parte do elenco formado por atores sergipanos como Orlando Vieira, Walmir Sandes, Diane Veloso, Vitória Barreto, Denver Paraizo, entre outros.“A Pelada” é a primeira co-produção entre França, Bélgica e Sergipe da história do cinema. E uma joint venture entre a renomada produtora belga Tarantula, a Mpoint Productions, também belga, a francesa Urban Factory e pela WG Produções e a Fundação Aperipê em Sergipe.

O Filme

“A Pelada” conta a história de um jovem casal, Caio e Sandra, que acha necessário passar por experiências novas para reanimar a paixão de seu casamento, em sua primeira crise séria. Eles enfrentam situações cada vez mais constrangedoras e cômicas, sem que melhoria nenhuma se realize no seu casamento.Uma comédia de costumes leve, moderna e urbana, “A Pelada” fará um retrato da cidade de Aracaju e de alguns aspectos da sociedade sergipana contemporânea que ainda não tiveram a sua vez nos telões.

Fonte:. Ipiaú Online

 

 

Mulher é presa com 300 gramas de maconha, celular e carregador na vagina

28/01/2012 08:53

Mulher é presa com 300 gramas de maconha, celular e carregador na vagina

 
 
 
 
 
 
Durante revista de rotina, agentes penitenciários do Conjunto Penal de Feira de Santana flagraram, na manhã desta quinta-feira (26/01), Ana Carla dos Santos Cerqueira, 25 anos, residente no município de São Gonçalo dos Campos, com um celular, um carregador e uma quantidade e 300 gramas de maconha introduzidos na vagina.
 
Segundo os agentes penitenciários, Ana tentava fazer uma visita ao companheiro, que se encontra preso na unidade prisional. “Quando passávamos o detector de metal, o mesmo acusou que tinha algo introduzido na vagina da acusada. Pedimos para que ela aceitasse uma revista mais cautelosa, mas ela não aceitou, ai conduziu a mesma para delegacia”.
 
 
No Complexo Policial Investigador Bandeira, Ana Carla também se recusou a fazer outra revista para retirar os objetos que estavam introduzidos na vagina.
 
 
A delegada plantonista Monica Soares determinou que os agentes levasse A acusada ao Hospital Geral Cleriston Andrade para tirar um Raio X na região da vagina, onde constatou que a mesma transportava o celular, carregador e a maconha. 

Ana Carla foi autuada em flagrante por trá

Rio: objetos de vítimas são garimpados em escombros

28/01/2012 07:56

 

 Rio: objetos de vítimas são garimpados em escombros
28 de janeiro de 2012 • 06h05

Número de corpos encontrados entre os escombros chegou a 17 na madrugada deste sábado. Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil

Número de corpos encontrados entre os escombros chegou a 17 na madrugada deste sábado
Foto: Vladimir Platonow/Agência Brasil


 

A zona portuária do Rio de Janeiro, para onde estão sendo levados os escombros retirados do local do desabamento dos prédios no centra da cidade, tornou-se um local de garimpo de pertences de vítimas e frequentadores dos edifícios, devido ao pouco controle sobre o material depositado. Funcionários de empresas particulares responsáveis pela construção de um museu na região foram vistos vasculhando bolsas, álbuns de fotografias e peças de metal, entre outros materiais, de acordo com reportagem da Folha de S.Paulo deste sábado.

Confira como fica o trânsito no local após os desabamentos
Lembre desabamentos que chocaram o Brasil

A prefeitura carioca admitiu o problema e afirmou que irá identificar os responsáveis para que sejam punidos e prometeu reforçar a segurança em todos os locais para onde são levados os entulhos. De acordo com a prefeitura, o material ficará disponível para perícia. Até a madrugada deste sábado, 17 corpos já foram encontrados entre os escombros.

Os desabamentos
Três prédios desabaram no centro do Rio de Janeiro por volta das 20h30min de 25 de janeiro. Um deles tinha 20 andares e ficava situado na avenida Treze de Maio; outro tinha 10 andares e ficava na rua Manuel de Carvalho; e o terceiro, também na Manuel de Carvalho, era uma construção de quatro andares. Cerca de 80 bombeiros e agentes da Defesa Civil trabalham desde a noite da tragédia na busca de vítimas em meio aos escombros. Estão sendo usados retroescavadeiras e caminhões para retirar os entulhos.

Segundo o engenheiro civil Antônio Eulálio, do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), havia obras irregulares no edifício de 20 andares. O especialista afirmou que o prédio teria caído de cima para abaixo e acabou levando os outros dois ao lado. De acordo com ele, todas as possibilidades para a tragédia apontam para problemas estruturais nesse prédio. Ele descartou totalmente que uma explosão por vazamento de gás tenha causado o desabamento.

Com o acidente, a prefeitura do Rio de Janeiro interditou várias ruas da região. O governo do Estado decretou luto. No metrô, as estações Cinelândia, Carioca, Uruguaiana e Presidente Vargas foram interditadas na noite dos desabamentos, mas foram liberadas após inspeção e funcionam normalmente.

 

 

Bebê de um ano é encontrado mastigando cabeça de serpente

27/01/2012 23:03

Bebê de um ano é encontrado mastigando cabeça de serpente

Um bebê mastigou a cabeça de uma serpente em semi-hibernação, numa ação perigosa da qual o réptil não saiu ileso, informou nesta sexta-feira sua família, que mora em um povoado árabe do norte de Israel.

Ghadir Aleeyan, mãe do pequeno Imad, de 13 meses e seis dentes, ainda não pode acreditar: "estava preparando a mamadeira dele, e ao dar uma olhada para ele, vi que tinha uma serpente na boca. Comecei a gritar de terror", contou à AFP.

Alertados por seus gritos, outros membros da família e vários vizinhos foram ajudar, mas ninguém se atrevia a intervir, até que um vizinho decidiu tirar da boca da criança a serpente, que já estava meio morta.

"Quando a tiramos da boca, Imad começou a chorar", contou Yasmin Shahin, tia do bebê, que acrescentou que a cabeça da serpente tinha sido "seriamente mastigada".

O bebê foi levado para exame ao hospital Ramban de Haifa (norte), onde os médicos comprovaram que a serpente não o picou.

Segundo o médico Boaz Shacham, especialista da Universidade Hebraica de Jerusalém, se tratava de uma "hemorrhois nummifer" - conhecida como cobra corredora-, da família das colubridae, uma espécie não venenosa apesar de ter comportamento agressivo, pelo menos quando está acordada.

"Se não mordeu o bebê, provavelmente foi por causa do frio. No inverno, esses répteis não são muito ativos", explicou à AFP.


 

Mulher dá à luz a caminho do hospital nos EUA

27/01/2012 22:35
 

Mulher dá à luz a caminho do hospital nos EUA

A americana Jennifer Russel estava sendo levada para a maternidade do Texas, nos Estados Unidos, quando percebeu que não daria tempo de esperar e deu à luz no próprio carro.

O parto foi filmado pelo marido dela, que dirigia o veículo. Chegando ao hospital, os médicos cortaram o cordão umbilical e o procedimento foi concluído.

Veja o vídeo:

youtu.be/kQ580AMceF8 

Padre Antônio Maria é feito refém em mosteiro de São Paulo

27/01/2012 08:41

Padre Antõnio Maria é feito refém em mosteiro de São Paulo

 

Padre Antônio Maria estava no grupo feito refém

Padre Antônio Maria estava no grupo feito refém

O padre Antônio Maria, que também é cantor e escritor, estava no grupo feito refém durante a invasão ao Mosteiro Karim, em Jacareí, no interior paulista, na noite desta quarta-feira (25). Os criminosos entraram no local e renderam cerca de 15 pessoas, incluindo o padre, freiras, jovens adotados e o caseiro do local. O grupo fugiu levando eletrônicos, dois carros e dinheiro. Ninguém havia sido preso até o final da manhã desta quinta-feira (26).

Padre António Maria [é Feito refém em mosterio de São Paulo

PEles disseram que não iam fazer mal nenhum, mas que queriam dinheiro. Eu falei 'meus filhos, não façam isso, nós não temos dinheiro. Nós lutamos com dificuldade'. Até as pessoas imaginam muitas vezes que eu nado em dinheiro, porque canto, porque tenho discos, vou à televisão. Porque sou amigo do Roberto Carlos e isso não quer dizer nada”, contou o padre.

Logo após ser desamarrado, o sacerdote disse a um dos criminosos que iria rezar por ele. "Eu falei 'eu sei que não vai dizer teu nome, mas eu quero dizer que eu vou rezar muito por você, por vocês, vai falar isso para os teus amigos'. E eu fiquei lá conversando com ele e disse até 'eu quero te dar um abraço', e eu abracei ele e ele me abraçou”, disse.

Invasão

A freira Rosane dos Santos Coelho disse que não ficou nervosa quando se deparou com o grupo armado no terreno do estabelecimento. “Minha reação foi de tranquilidade. A gente passando serenidade faz com que eles [os criminosos] fiquem mais calmos”, disse a irmã ao G1 na manhã desta quinta.

Segundo a freira, cerca de sete homens armados entraram no terreno do mosteiro por volta das 23h desta quarta. Primeiramente, o grupo rendeu o caseiro, o padre e três jovens adotados que ficam em casas separadas do prédio principal. Depois, segundo a freira, uma parte do grupo foi até o mosteiro com um dos jovens. “Ele [jovem adotado] falou que o padre estava passando mal. Quando abri a porta para levar remédios, os assaltantes me abordaram”, contou.

De acordo com irmã Rosane, os homens armados levaram as freiras que estavam no prédio, o caseiro, o padre e os jovens para um quarto do mosteiro, em um grupo de cerca de 15 pessoas. O padre e o caseiro ficaram amarrados com as mãos nas costas. “Depois eles pediram para que apontássemos os quartos e vasculharam todo o mosteiro”, disse.

De acordo com o delegado Talis Prado Pinto, da Delegacia Seccional de Jacareí, o grupo levou dois carros que estavam no terreno, televisores, computadores, celulares e R$ 1.100 em dinheiro. Os assaltantes deixaram o terreno por volta das 2h.

Segundo irmã Rosane, um assalto semelhante aconteceu no mosteiro há cerca de dois anos. Ela afirma que o terreno não é murado, mas protegido apenas por uma cerca fácil de ser ultrapassada. “Nós estamos tentando buscar ajuda com a polícia, pois não temos renda fixa para fazer uma segurança maior. Mas vamos ver o que Deus vai providenciar”, disse.

 

 

Desabamento prédio

26/01/2012 14:58

Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal

Veja fotos do prédio  do desabamento do edifício no Rio
 

Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 9 (Marcos de Paula AE)

 

 

 

Desabamento abriu vão entre prédios em quarteirão no centro do Rio - 1 (Willton Junior AE)Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 8 (Marcos de Paula AE)Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 7 (Marcos de Paula AE)Desabamento abriu vão entre prédios em quarteirão no centro do Rio - 2 (Wilton Junior AE)Desabamento abriu vão entre prédios em quarteirão no centro do Rio - 3 (Wilton Junior AE)Desabamento abriu vão entre prédios em quarteirão no centro do Rio - 4 (Wilton Junior AE)

Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 10 (Marcos de Paula AE)Prédios desabam no Rio de Janeiro - 13 (Marcos de Paula AE)Prédios desabam no Rio de Janeiro - 11 (Marcos de Paula AE)Prédios desabam no Rio de Janeiro - 12 (Marcos de Paula AE)Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 5 (Marcos de Paula AE)Desabamento ocorreu com prédios vizinhos ao Theatro Municipal - 6 (Marcos de Paula AE)
 

 

Usuários relatam desabamento de prédios no Rio

26/01/2012 08:23

Usuários relatam desabamento de prédios no Rio

Leitores de VEJA podem enviar textos, fotos e vídeos para registrar o acidente

Prédio desaba na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro

Prédio desaba na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro (Pedro Kirilos / Agência O Globo)

Um desabamento no Centro do  Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, fez ao menos onze vítimas, entre mortos e feridos. A Defesa Civil confirma que ao menos dois edifícios caíram. Um deles, de cerca de 20 andares, fica na Rua Treze de Maio, 44. O outro, de 10 ou 11 andares, está localizado na Rua Manuel de Carvalho, 16. A situação é muito confusa no local, com muita gente aflita à procura de notícias de parentes e amigos.

Se você está na área do desabamento, envie-nos a sua colaboração. Para participar, mande textos e vídeos para o seguinte endereço eletrônico: veja.conversa@gmail.comTambém é possível enviar o material por meio de seu perfil pessoal nas redes Twitter, Facebook e Instagram (aplicativo de fotos para smartphones). O material deve obrigatoriamente conter a marcação (hashtag) #redeveja.

 
 

http://youtu.be/zlegkEL8vZU

Lula visita ator Reynaldo Gianecchini em São Paulo

26/01/2012 00:08

 

Lula visita ator Reynaldo Gianecchini em

São Paulo

 

Ambos fazem tratamento no Hospital Sírio-Libanês.

Visita durou cerca de meia hora

Ex-presidente Lula visita o ator Reynaldo Gianechinni, que também faz tratamento contra o câncer, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo
Foto: Instituto Cidadania / Ricardo Stuckert

Ex-presidente Lula visita o ator Reynaldo Gianechinni, que também faz tratamento contra o câncer, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo Instituto Cidadania / Ricardo Stuckert

SÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou na tarde desta quarta-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o ator Reynaldo Gianecchini. Ambos fazem tratamento no local - Gianecchini contra um câncer no sistema linfático e o ex-presidente contra um tumor na laringe. Acompanhado de dona Marisa Letícia, Lula esteve com o ator e sua mãe, Heloisa Helena Gianecchini, por cerca de meia hora, segundo o Instituto Lula.

Nesta terça-feira, no Palácio do Planalto, o ex-presidente foi homenageado pela presidente Dilma Roussef na cerimônia que marcou a despedida de Fernando Haddad do governo e a posse dos ministros Aloizio Mercadante, na Educação, e Marco Antonio Raupp, na Ciência e Tecnologia. Dilma disse que Lula foi o responsável por mudar a história da educação no Brasil.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/lula-visita-ator-reynaldo-gianecchini-em-sao-paulo-3761570#ixzz1kWgX8MHB
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

 

 

Cãmara Municipal Jequie

24/01/2012 20:46

 

Resultado da votação causou surpresa

Por 8 votos a 3, o Veto às Emendas ao Projeto de Lei nº 19/2011, do Orçamento-Programa 2012 do Município de Jequié, proposto pelo prefeito Luiz Amaral, foi derrubado  na sessão extraordinária realizada na manhã de segunda-feira (23). Após anunciado o resultado pelo presidente da Casa, vereador Ednael Almeida (PSD), o vereador Ivan do Leite (PSB), autor do voto em separado a favor do veto, contestou o resultado solicitando a apresentação das cédulas de votação [rubricadas por ele], o que não aconteceu. O parecer da vereadora Nara Rúbia (PP), pela Comissão de Justiça, defendendo a não aprovação do veto foi acompanhada pela maioria absoluta dos vereadores.

Os vereadores José Simões de Carvalho (PP), Luiz Brito (PSD) e João Cunha (PSDC), que subiram na  tribuna antes da votação usuaram como argumento o fato  de que a aprovação do veto seria um atestado de subserviência do Legislativo ao Executivo. Argumentaram que seria dada uma demonstração da inversão de valores,  sendo dado ao Executivo uma suplentação antecipada de 60% do orçamento, por execesso de arrecadação, o  equivalente a R$ 150 milhões, enquanto que, a Câmara para suplementar seu orçamento ficaria na dependência da aprovação do prefeito. “Peço que reflitam se vale a pena sermos desmoralizados, fragilizando esta Casa e mostrando subserviência ao Executivo”, enfatizou o vereador José Simões. A votação da matéria, foi realizada pelo sistema  secreto com cada um dos  vereadores depositando seu voto a partir  a chamada nominal.

Mais de 200 kg de maconha apreendidos em carga de melancia na BR-324

24/01/2012 20:20

 

Droga estava acondicionada em sacos plásticos em um caminhão Mercedes Benz
Uma fiscalização de rotina de policiais federais na BR-324, próximo a Salvador, resultou na apreensão de 222,5 kg de maconha. A droga estava acondicionada em sacos plásticos no meio de uma carga de melancia transportada em um caminhão Mercedes Benz, placa CTJ3484 Mariporã/SP, cor vermelha.  Quatro homens foram presos na operação. A abordagem aconteceu em frente a uma loja de material de construção na entrada do bairro de São Caetano, no momento em que os criminosos retiravam os sacos de maconha do meio das frutas para colocá-los em outro veículo, uma caminhonete Strada, placa NYZ0768, cor prata.
Além da droga, foram apreendidos o caminhão Mercedes Benz, a caminhonete Strada Working e a quantia de R$ 700, além de alguns aparelhos celulares. Os presos foram conduzidos à Superintendência Regional da Polícia Federal onde foi lavrado o flagrante por tráfico interestadual de entorpecente e, em seguida, transferidos ao presídio de Salvador, onde ficarão à disposição da Justiça Estadual. Com informações do Correio

Carro capota e mata dois jovens na BA-265, em Vitoria da Conquista

24/01/2012 00:22

Carro capota e mata dois jovens na BA-265, em Vitória da Conquista

O capotamento de um veículo após ter um dos seus pneus estourados resultou na morte de duas pessoas no final da tarde deste domingo (22) na BA-265, na altura da cidade de Vitória da Conquista, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual. Segundo testemunhas para o Blog do Anderson, o carro retornava do distrito de São Sebastião em alta velocidade quando o condutor do veículo, identificado até o momento como "Negão", perdeu o controle da direção e capotou após desviar de um outro carro que seguia no sentido contrário da via.

Os passageiros jovens Jorlan Bandeira Santos, de 20 anos e Danilo Queiroz Santos, 17, morreram no local. O motorista do Corsa, de placa JMD-1225, foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e encaminhado para um hospital da região. Ainda segundo o Blog do Anderson, os homens envolvidos no acidente participam dos festejos de São Sebastião no distrito de Vitória da Conquista. Não há informações se o condutor havia consumido bebida alcoólica antes de dirigir. (Correio)

 

Bandidos roubam guichês de pedágio da Viabahia na BR-116

24/01/2012 00:04
 

 

Bandidos roubam guichês de pedágio da

Viabahia na BR-116

 

Um grupo com cerca de sete homens fortemente armados assaltou o pedágio da Viabahia no quilômetro 873 da BR-116, nas proximidades do município de Veredinha, na madrugada desta segunda-feira (23). De acordo com informações da assessoria de comunicação da concessionária, os bandidos já chegaram no local atirando, a bordo de dois carros, um Astra verde e um Fox vermelho. A quadrilha rendeu os atendentes dos guichês da Viabahia e ainda tentaram arromar o cofre da empresa com explosivos, mas não conseguiram abrir o equipamento. Os homens conseguiram fugir do local levando uma quantia ainda não divulgada pela concessionária.

De acordo com testemunhas, os bandidos fugiram em direção ao município de Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Civil e Militar organizam buscas na região a procura dos ladrões, mas até o momento, nenhum integrante da quadrilha foi preso. Conforme a assessoria de comunicação da Viabahia, foi levantada a possibilidade do assalto ter sido praticado pelo mesmo grupo que roubou este posto de pedágio no dia 29 de dezembro de 2011. (Correio)

 

Bahia tem o prefeito mais velho do mundo

22/01/2012 16:27

Bahia tem o prefeito mais velho do mundo

Dom Macedo Costa, miserável município do Recôncavo Baiano, distante cerca de 80 quilômetros de Salvador e habitado por menos de quatro mil pessoas, entrou definitivanente no Livro Guinness dos Recordes. É o lugar com o prefeito mais velho do mundo – Edvaldo Oliveira, 94 anos de idade, filiado ao PSD, partido criado pelo prefeito Gilberto Kassab, de São Paulo. Até a última quinta-feira (19), Dom Macedo Costa era governado por Deraldo Barreto, também do PSD. Foi quando o fígado dele, sub judice há alguns anos, emitiu sinais de que pifaria de vez em breve. Convocado às pressas, Edvaldo, servidor público aposentado, pai de nove filhos e morador de Salvador, chegou à cidade e assumiu a vaga do prefeito enfermo que morreu neste sábado (21). No passado remoto, quatro vezes vereador de Santo Antônio de Jesus, hoje um dos 20 municípios mais prósperos da Bahia, Edvaldo alimenou por várias décadas o sonho de ser prefeito de Dom Macedo Costa. Mas para isso era preciso que Dom Macedo fosse promovido à condição de cidade. Não passava de distrito. Edvaldo fez o que podia e o que não podia para que tal coisa acontecesse. Finalmente Dom Macedo virou cidade. Quanto a virar prefeito, já não dependeu só dele. Informações do Blog do Noblat.

Boa Nova Câmara aprova contratação de novos funcionários para a Prefeitura

20/01/2012 22:17

 

Boa Nova Câmara aprova contratação de novos funcionários para a Prefeitura

   

  

 A Câmara Municipal de Boa Nova BA aprovou na manhã desta quarta-feira as 10h00, em regime de urgência, dois projetos de Lei de autoria do Poder Executivo. O Primeiro Projeto abre vagas para os cargos nas seguintes Secretarias: Secretaria de Saúde, Médicos, Enfermeiros (com curso superior), Psicólogos, fisioterapeutas, Secretaria de Assistências Social. Assistentes Sociais, Orientador Social, Instrutor de Esporte, Instrutor de Artes, Instrutor de Danças, Agente Social, Gestor de Programa, Digitadores Total, Técnicos total, Recepcionista, Entrevistadores, Escolinha de Futebol, Escolinha de Violão, Escolinha de Capoeira. Secretaria de Educação, Professores, Nutricionistas, Secretaria de obras ação e Transporte, Gari e Jardineiro.

 Já o Segundo Projeto autoriza o Poder Executivo a Celebrar Convenio Com Órgãos Federais, Estaduais, com outros Municípios. Segundo informação do Presidente da Câmara Izailson Ferreira Sande o projeto sofreu algumas alterações, pelo fato do executivo ter enviado de forma genérica sem sitar as funções e setores a serem preenchidos.Pois, o mesmo tem usado o nome da Câmara de forma errônea, passando para a população que foi a câmara que demitiu os funcionários, sabendo ele que todos os contratos anuais vencem no final de cada ano e que para reincidir é preciso que o chefe do executivo envie a câmara um projeto pedindo autorização, sendo assim, a Câmara não tem poder para demitir ninguém muito menos para contratar, o seu papel é o de analisar e votar projetos, e foi isso que os vereadores fez nesta quarta-feira em caráter extraordinário..

4° Cavalgada de Verão de Valentim foi um sucesso.

17/01/2012 23:00

 

4° Cavalgada de Verão de Valentim

foi um sucesso.

Foi realizada neste último final de semana a 4° Cavalgada de Verão que já se tornou uma tradição na Festa de Janeiro e que reúne centenas de pessoas de todas as localidades do Município anualmente em Valentim. Este evento é realizado em parceria entre Comunidade, Comerciantes, Políticos e Fazendeiros de toda a região.

Este ano não foi diferente, pois mais uma vez a Cavalgada de Verão foi sucesso. Realizado na tarde do último domingo (15), o tradicional evento movimentou o Distrito de Valentim, que se tornou pequeno diante da grande quantidade de cavaleiros e veículos que se fez presente ao trajeto percorrido pelas principais ruas da Comunidade. Além de cavaleiros e amazonas de diversas localidades da região, a Cavalgada reuniu políticos dos mais variados partidos.

Tido como um dos mais conhecidos participantes da cavalgada, o prefeiturável Aete Sá Meira e vereadores Juarez, Izailson (Presidente da Câmara) Jurimar e vereadora Jovelice (Ninha), além de vários pré-candidatos a vereadores do município de Boa Nova. Contando também com ilustre presença dos deputados Lúcio Vieira Lima (Federal) e Leur Lomanto Junior (Estadual), Ranulfo Presidente da Câmara de Iguaí, Ary Celes Marinho e Nelsão vereador da cidade de Poções. A animação da cavalgada ficou por conta dos locutores Alessandro, Jânio Mendes e Lucas, além da dupla Elson e Liberato e Neguinho Batista e banda da cidade de Mirante. A Cavalgada teve como organizadores o vereador Juarez, Hugo Rezende, Gazo de Silvino, Mazim do Lagoão, Nilton Botelho, Neto de Lição, Gilmar Lima, Zelir Santana, Carlito Pinto e Josafá de Boa Nova.

 

 

 

Lúcio participa de Cavalgada em Boa Nova e reafirma apoio à pré-candidatura de Aete Meira

17/01/2012 11:27

 

Lúcio participa de Cavalgada em

Boa Nova e reafirma apoio à

pré-candidatura de Aete Meira

em 16/01/12 às 10:

O deputado federal e presidente do PMDB da Bahia, Lúcio Vieira Lima, participou, no último domingo (15), da 4ª Cavalgada de Verão de Valentim, distrito de Boa Nova, município do sudoeste baiano, a 480 km de Salvador. Na presença do deputado estadual Leur Jr. (PMDB) e de centenas de pessoas que participavam do evento, o parlamentar reafirmou o apoio à pré-candidatura de Aete Meira a prefeito da cidade nas eleições deste ano.

Lúcio participa de Cavalgada em Boa Nova e raafirma apoio à pré-candidatura de Aete Meira

 

 

 

 

 

 

A Cavalgada de Verão de Valentim já é tradição no distrito, que a cada ano tem agregado mais participantes para cavalgar pelas principais ruas da localidade, conhecida pela sua tradicional feira livre aos domingos.38hLúcio participa de Cavalgada em Boa Nova e raafirma apoio à pré-candidatura de Aete Meira

15 de JANEIRO 4ª CAVALGADA DE VERÃO EM VALENTIM

11/01/2012 18:09

Itens: 1 - 68 de 68