Com ajuda brasileira, Farc libertam 10 reféns na Colômbia

03/04/2012 07:43

 

Com ajuda brasileira, Farc libertam 10 reféns na Colômbia

Quatro militares e 6 policias são 'últimos reféns militares', segundo guerrilha.
Eles estão sendo transportados em dois helicópteros cedidos pelo Brasil.

 

Do G1, com agências internacionais

 
A ex-senadora Piedad Cordoba acena ao embarcar no helicóptero brasileiro para a missão de resgate, nesta segunda (Foto: Luis Acosta/AFP)
A ex-senadora Piedad Cordoba acena ao embarcar
no helicóptero brasileiro para a missão de resgate,
nesta segunda (Foto: Luis Acosta/AFP)

Quatro militares e seis policiais que eram mantidos como reféns da guerrilha das Farc há mais de 12 anos foram libertados nesta segunda-feira (2), na Colômbia, e entregues a uma missão humanitária, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

"Nas últimas horas, em uma zona rural fronteiriça dos departamentos de Meta e Guaviare, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc-EP) liberaram quatro militares e seis policiais, o número total de pessoas que havia sido anunciado por este grupo armado nos meses de dezembro e janeiro", informa o comunicado divulgado pela CICV.

Segundo o texto, os reféns são os primeiros sargentos do Exército, Luis Alfredo Moreno Chagueza, Robinson Salcedo Guarín, Luis Arturo Arcia e Luis Alfonso Beltrán Franco, sequestrados desde1998; o primeiro sargento de polícia, José Libardo Forero, e os suboficiais de polícia, Carlos José Duarte, Wilson Rojas Medina, Jorge Humberto Romero e Jorge Trujillo Solarte, sequestrados em 1999. Também foi liberado o sargento-mor de polícia, César Augusto Lasso Monsalve, que se encontrava em poder das Farc desde 1998.

Eles seriam os últimos reféns "uniformizados", segundo a guerrilha colombiana. Eles devem seguir para a cidade de Villavicencio, de onde serão transladados a Bogotá, em um avião governamental, para encontrarem-se com suas famílias.

Dois helicópteros brasileiros participam da operação. Eles partiram esta manhã do aeroporto de Villavicencio, na Colômbia, com uma comissão formada por por membros da Cruz Vermelha e três integrantes do coletivo Colombianos e Colombianas pela Paz (CCP), entre eles a ex-senadora Piedad Córdoba, facilitadora da libertação

As Farc se comprometeram a libertar dez reféns no dia 26 de fevereiro.

O CICV, o CCP e o governo do Brasil já participaram de libertações anteriores de reféns das Farc, a principal guerrilha da Colômbia com cerca de 9.000 combatentes, segundo cálculos oficiais.

Imagem da rede venezuelana Telesur mostra a decolagem do helicóptero brasileiro  (Foto: AFP Photo/Telesur)
Imagem da rede venezuelana Telesur mostra a decolagem do helicóptero brasileiro (Foto: AFP Photo/Telesur)